MEMORIAL VALE APRESENTA, A PARTIR DE OUTUBRO, AS ATRAÇÕES SELECIONADAS NA CONVOCATÓRIA PARA OCUPAÇÃO DO ESPAÇO

ENTRE ELAS, O PREMIADO CAVAQUINISTA WARLEY HENRIQUE, QUE SE APRESENTA NO PRÓXIMO SÁBADO, DIA 10

Alexandre Rezende

O mês de outubro no Memorial Minas Gerais Vale inaugura a exibição das atrações culturais escolhidas através da Convocatória de Programação MMGV 2020, cujas inscrições foram encerradas em agosto. As apresentações continuam online, seguindo o planejamento do #MemorialValeEmCasa. A programação é intensa e diversa; o público pode escolher o que prefere apreciar em termos de arte e cultura produzidas em Minas Gerais. Toda a programação em vídeo pode ser encontrada no canal do Memorial Vale no Youtube. As demais, e também mais informações, são divulgadas nas redes sociais do espaço (facebook e instagram).

 

Nesta primeira semana, até o dia 11 de outubro, os artistas selecionados pela convocatória são Warley Henrique, Grupo Quatroloscinco, Bárbara Lissa, Luzia di Resende, Marco Antônio Gonçalves e Rosilene Vieira.

 

No dia 2 de outubro o Educativo do Memorial publicou a última das quatro tirinhas inspiradas no cotidiano do trabalho realizado no museu e fez uma homenagem aos 100 anos da visita dos reis da Bélgica a Belo Horizonte, através de um post. O público pode conferir essas ações nas redes sociais do Memorial Vale.

 

A exposição “Entramos nesta casa com a Bandeira na frente”, de Bárbara Mançanares, segue no site do Memorial Vale até dia 1ª de novembro.

 

Confira os detalhes no #MemorialValeEmCasa:

 

08/10 – QUATROLOSCINCO EM LEITURA, DO GRUPO QUATROLOSCINCO

No dia 8 de outubro, quinta-feira, às 19h30, o Quatroloscinco - grupo de teatro contemporâneo fundado em Belo Horizonte em 2007 - apresenta um vídeo que mostra a dramaturgia autoral do grupo, oferecendo outro olhar para o repertório da companhia, experimentando a linguagem do audiovisual e criando diálogos com a situação do isolamento e a impossibilidade do encontro. Assim, no vídeo - Quatroloscinco em Leitura #2 - acontece um passeio pela dramaturgia do Quatroloscinco. “Impedidos de fazer teatro por causa da pandemia, decidimos revisitar nossas peças e experimentar a linguagem do audiovisual. Nossos encontros se deram pela internet, distantes presencialmente, mas conectados em pensamento. O vídeo é uma montagem de trechos dos nossos textos, performados livremente pelo grupo, e são rastros do que temos pesquisado e criado ao longo de 13 anos. Não é teatro, mas nem por isso deixa de ser uma forma de nos colocar artisticamente no mundo”, explica Assis Benevenuto, que organizou a apresentação, junto com Italo Laureano, Rejane Faria e Marcos Coletta. A edição e montagem é de Fábio Gruppi. A apresentação integra o projeto Gerais Cultura de Minas do Memorial Vale.

 

09/10 A 09/11 – BÁRBARA LISSA APRESENTA EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA: CONFIDENCIAL

No dia 9 de outubro, sexta-feira, às 11 horas, a artista-pesquisadora Bárbara Lissa abre a exposição Confidencial. São fotografias que propõem uma reflexão sobre a ligação das pessoas entre si e com os lugares. “Dizem que qualquer pessoa no mundo se conecta a outra a partir de cinco pessoas. Comumente conhecemos alguém que já esteve nos mesmos lugares que nós no passado. Como uma teia, estamos conectados, deixando rastros que se cruzam, se modificam e deixam marcas uns nos outros, interligando a todos”, explica a artista. Bárbara Lissa é mestranda em artes pela Escola de Belas Artes da UFMG, graduada em Artes Plásticas pela Universidade do Estado de Minas Gerais (2019) e graduada em Letras (licenciatura do português) pela Universidade Federal de Minas Gerais (2013). Seus projetos perpassam a fotografia e o audiovisual, tratando de temas como memória, esquecimento, ficção e questões feministas. Em 2016 co-fundou o Duo Paisagens Móveis, com Maria Vaz, que hoje é um dos seus principais focos de trabalho. A exposição integra o projeto Contemporâneo do Memorial Vale.

 

9/10 – PERFORMANCE DE LUZIA DI RESENDE

No dia 9 de outubro, sexta-feira, às 15h, a atriz, diretora cênica e professora de teatro Luzia di Resende apresentará a performance visual “Enquanto eu ainda não acordo”. O vídeo é um jogo de sobreposição de imagens de uma mulher durante o sono. “Os sonhos e o movimentar são sobrepostos, criando uma narrativa física para o pensamento gravado em áudio, que acompanha as imagens do sonho e os pensamentos da mulher”, explica a artista. Carregado de simbolismos, o texto autoral traz a mulher que vive um movimento de afirmação feminina e precisa lidar com as diferenças, os próprios sonhos, as forças externas que empurram seu dia a dia. De acordo com o neurocientista e escritor Sidarta Ribeiro, “o sonho é um momento em que nosso baú de memórias e aprendizados adquiridos no período em que estamos acordados se manifestam. É um momento em que a gente toma contato com desejos e temores que a gente muitas vezes não reconhece”. Esse baú aberto pode nos aproximar e criar identificações. Assinam o espetáculo Leandro Calixto na criação, Luzia di Resende com texto e performance, junto com Wenderson Godoi e a montagem e edição é de Ariel Bertola. A atração integra o projeto Contemporâneo do Memorial Vale.

 

10/10 – WARLEY HENRIQUE FAZ O SHOW “CHORA CAVACO”

No dia 10 de outubro, sábado, às 17 horas, o músico autoditada, compositor e arranjador Warley Henrique faz show solo de música instrumental com composições autorais já registradas em seus dois CDS (Delicado e Pra quem não me conhece). O espetáculo é composto por uma mistura de gêneros: Baião, Choro, samba, Bossa, jazz, onde o cavaquinista mostra ao público uma nova linguagem para o seu instrumento de 5 cordas. Um show intimista, comovente, e alegre. No repertório estão as músicas: Pensando em ti, Recordando, Pensando na Vida, No balanço do pacotão, Saudade de mim, Novos rumos, Deixa comigo, Pra dizer que te amo, todas de Warley Henrique. A apresentação integra o projeto Gerais Cultura de Minas do Memorial Vale.

 

10/10 – EXIBIÇÃO DO CURTA “SEU BENEDITO”, DE MARCO ANTõNIO GONÇALVES

No dia 10 de outubro, sábado, às 18 horas, será exibido o curta-metragem “Seu Benedito”, do cineasta Marco Antônio Gonçalves. A produção conta a história de “seu” Benedito, de 88 anos, e de Diego Dais, de 30, que lançam um olhar sobre a cidade de Santa Rita do Sapucaí, onde vivem. Marco Antônio Gonçalves é mestrando no curso de Documentário Etnográfico na University College of London. Graduado em Cinema e Audiovisual pela UNA (BH), é fundador do núcleo de pesquisa e produção audiovisual CotoviaLab, em Belo Horizonte. É diretor, produtor e roteirista dos filmes de curta metragem “Under the Illusion” (7 min) de 2020; “Seu Benedito” (10min), de agosto de 2020; “Índia não tem nome”, (15min), de 2017; e “Olhos de Inaiá”, (28min), de 2016. Também atua como diretor e assistente de fotografia. O filme integra o projeto Mostra de Filmes do Memorial Vale.

 

11/10 – EXIBIÇÃO DO VÍDEO “SIM, A GENTE SE ACOSTUMA”, DE ROSILENE VIEIRA

Dia 11 de outubro, domingo, às 17 horas, acontece a exibição do vídeo “Sim, a gente se acostuma”, da arte-educadora Rosilene Vieira. O vídeo é feito em casa e guiado por um áudio de poesia. Grafite, pintura e outras formas de expressão fazem parte do cenário. O conceito é o sentimento gerado por meses de isolamento e adaptação relacionada às normas de proteção contra o Covid-19 em uma situação nunca prevista por esta geração. Rosilene Vieira é graduada em Design de Produtos pela UEMG e Pedagogia e especializada em Ensino de Artes Visuais e Tecnologias Contemporânea pela UFMG. Trabalha como educadora desde 2011. Já ministrou oficinas de reciclagem, xadrez inclusivo, produção de estêncil para grafite, dentre outras. Atualmente leciona em escolas municipais de Contagem (MG). Já participou de feiras e eventos apresentando trabalhos feitos a partir da reciclagem de produtos, como luminárias, bolsas e utilitários. Em 2017 participou da 9 edição do FAN – Festival de Arte Negra de Belo Horizonte, com o projeto: Práticas de combate ao racismo e preconceito racial na educação infantil. Foi premiada em 2018 com o grafite Jovens Orixás, dentro do projeto Gentileza da prefeitura de Belo Horizonte. A produção integra o projeto Mostra de Filmes do Memorial Vale.

 

ATÉ 01/11 – EXPOSIÇÃO FESTA DO DIVINO EM SÃO BARTOLOMEU - BÁRBARA MANÇANARES

Até o dia 1º de novembro o Memorial Vale traz para a sua programação virtual a exposição “Entramos nesta casa com a Bandeira na frente”, de Bárbara Mançanares, com a curadoria de Mário Cleber Lanna, professor do Departamento de História da PUC Minas. São fotografias e outras fontes utilizadas por Bárbara em sua pesquisa de mestrado, que mostram a Festa do Divino realizada em São Bartolomeu, distrito de Ouro Preto. O trabalho apresenta as diversas leituras possíveis desse “museu imaginado” que é a Festa do Divino, articulando religiosidade e manifestações do sagrado com patrimônio e museu, colocando o distrito de São Bartolomeu como um museu à céu aberto, e a Festa do Divino, como acervo performático. A exposição integra o projeto Novos Pesquisadores, do Educativo do Memorial Vale e estará em exibição no site www.memorialvale.com.br.

 

 

Memorial Vale na web:

http://www.memorialvale.com.br

https://www.facebook.com/memorialvale 

https://www.instagram.com/memorial.vale 

https://www.youtube.com/user/memorialvale

www.memorialvale.com.br/visite/visita-virtual/

 

Hashtags usadas nas postagens do Memorial Vale na quarentena:

#MemorialValeEmCasa

#MuseumsAndChill

#MemorialValeNosUne

#ValePatrocina