Teatro em Movimento, por meio do Instituto Cultural Vale e Itaú, apresenta “Virgínia”, com Claudia Abreu em seu primeiro solo, dias 12 e 13 de agosto 

Virginia Foto Pablo Henriques 3 .jpg

foto: Pablo Henriques

Com direção de Amir Haddad, espetáculo marca a estreia da atriz como autora teatral, neste mergulho no universo de Virginia Woolf

O Teatro em Movimento, no ano que celebra 21 anos, dá continuidade à sua programação, recebendo a atriz Claudia Abreu para duas apresentações de seu primeiro solo “Virgínia”, nos dias 12 e 13 de agosto, sexta, às 21h e sábado, às 20h, no Teatro do Centro Cultural Unimed BH, com ingressos a partir de 25 reais. 

 

“Virginia” é o resultado dos vários atravessamentos que Virginia Woolf (1882-1941) provocou em Claudia Abreu ao longo de sua trajetória. A vida e a obra da autora inglesa são os motores de criação deste espetáculo, fruto de um longo processo de pesquisa e experimentação que durou mais de cinco anos. Primeiro monólogo da carreira da atriz, o solo marca ainda a sua estreia na dramaturgia e o retorno da parceria com Amir Haddad, que a dirigiu em ‘Noite de Reis’ (1998). 

A relação de Claudia com Virginia Woolf começa em ‘Orlando’, seu espetáculo de estreia, assinado por Bia Lessa, em 1989. Aos 18 anos, ela travou contato inicial com a escritora de clássicos como ‘Mrs Dalloway’, ‘Ao Farol’ e ‘As Ondas’. No entanto, somente em 2016, com a indicação de uma professora de literatura, que a atriz reencontrou e mergulhou de cabeça no universo da autora. Após ler e reler alguns livros, incluindo as memórias, biografias e diários, a vontade de escrever sobre Virginia falou mais alto.

‘Eu me apaixonei por ela novamente. Fiquei fascinada ao perceber como uma pessoa conseguiu construir esta obra brilhante com tanto desequilíbrio, tragédias pessoais e problemas que teve na vida. Como ela conseguiu reunir os cacos?’, questiona a atriz, que enxerga ‘Virginia’ também como um marco de maturidade em sua trajetória: ‘o texto também vem deste desejo de fazer algo que me toca, do que me interessa falar hoje. De falar do ser humano, sobre o que fazemos com as dores da existência, sobre as incertezas na criação artística, e também falar da condição da mulher ontem e hoje. Não poderia fazer uma personagem tão profunda sem a vivência pessoal e teatral que tenho hoje’, avalia.

A dramaturgia de ‘Virginia’ foi concebida como inventário íntimo da vida da autora. Em seus últimos momentos, ela rememora acontecimentos marcantes em sua vida, a paixão pelo conhecimento, os momentos felizes com os queridos amigos do grupo intelectual de Bloomsbury, além de revelar afetos, dores e seu processo criativo. 

A estrutura do texto se apoia no recurso mais característico da literatura da escritora: a alternância de fluxos de consciência, capaz de ‘dar corpo’ às vozes reais ou fictícias, sempre presentes em sua mente.

‘Fazer o monólogo foi uma opção natural neste processo, pois todas as vozes estão dentro dela. Eu nunca quis estar sozinha, sempre gostei do jogo cênico com outros colegas, mas a personagem me impeliu para isso’, analisa Claudia, cujo processo de criação se desenvolveu a partir de uma série de improvisações que fez ao longo dos últimos anos, em especial durante o período pandêmico, já acompanhada por Amir Haddad. 

A chegada de Amir ao projeto vem ao encontro do desejo de Claudia em encenar o seu próprio texto. ‘Ele tem como premissa a liberdade, permite que o ator seja o autor de sua escrita cênica, isso foi fundamental em todo o processo. O ator é um ser da oralidade, a maior parte do texto foi escrita a partir do que eu improvisava de maneira espontânea e depois organizava como dramaturgia’, relata a atriz, que se aventurou na escrita pela primeira vez com o roteiro da série ‘Valentins’, em 2017, da qual também é cocriadora.

Malu Valle, que assina a codireção da montagem, chegou no processo quando Amir se recuperava de covid e contribuiu em toda a etapa final de ‘Virginia’.

Sinopse resumida: Claudia Abreu estreia seu primeiro monólogo, que foi idealizado e escrito por ela a partir da vida e da obra de Virginia Woolf (1882-1941). Em cena, a atriz interpreta a genial escritora inglesa, cuja trajetória foi marcada por tragédias pessoais e uma linha tênue entre a lucidez e a loucura. A estrutura do texto se apoia no recurso mais característico da literatura da escritora: a alternância de fluxos de consciência, capaz de ‘dar corpo’ às vozes reais ou fictícias, sempre presentes em sua mente.

Ficha técnica “Virginia” 

CLÁUDIA ABREU Idealização Dramaturgia Atuação / AMIR HADDAD Direção/ MALU VALLE Codireção / MARCIA RUBIN Direção de Movimento/ MARCELO OLINTO Figurinos / BETO BRUEL Iluminação / DANY ROLAND Trilha Sonora com colaboração de José Henrique Fonseca / BRUNA MORETI Operação de som / IGOR SANE Assistente de iluminação / operação de Luz / MÁXIMA CUTRIM Operação de som nos ensaios/ CAROLINA PINHEIRO Design gráfico / FOTOS Rogério Faissal, Pablo Henriques e José Henrique Fonseca / DADÁ MAIA Direção de Produção/ CLÁUDIA ABREU, DADÁ MAIA e MARIO CANIVELLO Produtores Associados/ Produção Local: RUBIM PRODUÇÕES / Realização Local: TEATRO EM MOVIMENTO / Assessoria de imprensa local: LUZ COMUNICAÇÃO - JOZANE FALEIRO 

 

O Teatro em Movimento é apresentado pelo Instituto UnimedBH, por meio do incentivo de mais de 5,2 mil médicos cooperados e colaboradores, e pelo Instituto Cultural Vale, tem o patrocínio do Itaú e da Cemig e conta com o apoio da CBMM, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, do Ministério do Turismo.

Serviço:  Teatro em Movimento apresenta Virginia

 

Duração: / Classificação:

 

Dias/horários: 12 e 13 de agosto, sexta, às 21h e sábado, às 20h

 

Local: Teatro do Centro Cultural Unimed BH - Rua da Bahia 2244, Lourdes

 

Ingressos: Plateia 1 - R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia) / Plateia 2 - R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia)

 

Venda on line pelo link: https://www.eventim.com.br/artist/virginia-comclaudiaabreu/

 

ou na bilheteria do teatro. 

 

Meia entrada válida conforme a lei.

 

 

Informações :(31) 3516-1360

 

 

Redes sociais Teatro Em Movimento: 

Instagram: https://www.instagram.com/teatroemmovimento

Facebook: https://www.facebook.com/teatroemmovimento

Youtube: www.youtube.com/teatroemmovimento

Twitter: www.twitter.com/teatroemmov  

 

Informações para a imprensa Teatro em Movimento 

@luz.comunica - Luz Comunicação

 Jozane Faleiro - 31 992046367 - jozane@luzcomunicacao.com.br

 

 

 

Teatro Em Movimento

O projeto Teatro em Movimento, coordenado pela Rubim Produções, de Tatyana Rubim, completa 21 anos, em 2022, com o objetivo de descentralizar o acesso às grandes montagens do eixo Rio-São Paulo, promovendo a circulação dos mesmos para Belo Horizonte que tornou-se, ao longo do tempo, praça relevante para a apresentação de importantes repertórios. Além disso, o projeto também atua em outros Estados e em outras cidades. Desde então, contabiliza 265 repertórios, que somam mais de 757 apresentações, envolvendo cerca de 830 artistas, em 15 cidades, 30 teatros e público superior a 391.428 mil pessoas. Desde 2020, fundou o TeatroEmMov Digital, que realizou o primeiro curso de teatro digital do Brasil, sendo uma plataforma web que pesquisa, produz e une narrativas do teatro, da dança, do audiovisual e dos games; ambos idealizados por sua diretora Tatyana Rubim.

Sobre o Instituto Unimed-BH

 

Associação sem fins lucrativos, o Instituto Unimed-BH, desde 2003, desenvolve projetos socioculturais e ambientais visando à formação da cidadania, estimular o bem-estar e a qualidade de vida das pessoas, fomentar a economia criativa, valorizar os espaços públicos e o meio ambiente. Ao longo de sua história, o Instituto destinou cerca de R$155 milhões por meio das Leis municipal e federal de Incentivo à Cultura, fundos do Idoso e da Infância e Adolescência, com o apoio de mais de 5,2 mil médicos cooperados e colaboradores da Unimed-BH. No último ano, mais de 6,5 mil postos de trabalho foram gerados e 4,8 milhões de pessoas foram alcançadas por meio de projetos em cinco linhas de atuação: Comunidade, Voluntariado, Meio Ambiente, Adoção de Espaços Públicos e Cultura, que estão alinhados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030. Acesse www.institutounimedbh.com.br e saiba mais.