Foto: Flavio Souza Cruz

 

MEMORIAL MINAS GERAIS VALE DIVULGA PROGRAMAÇÃO DE SETEMBRO

 

No mês em que se comemora a 9ª Primavera de Museus, o espaço convida o público para atrações musicais de variados estilos, mostra de cinema, palestras, debates e exposições, além das atividades relacionadas exclusivamente ao tema de 2015 “Museus e memória indígena”

 

No mês em que se comemora a Primavera de Museus, o Memorial Minas Gerais Vale – no Circuito Cultural Praça da Liberdade, apresenta programação diversificada e para todas as idades, com exposições, shows, exibição de filmes, debates, palestras, concertos e festival de corais, além das atrações preparadas especialmente com o tema da Primavera de Museus 2015: Museus e memórias indígenas. O evento é promovido pelo Instituto Brasileiro de Museus e ocorre oficialmente de 21 a 27/9, mas ganha um mês inteiro de atividades no Memorial Minas Gerais Vale. A programação é inteiramente gratuita. O museu fica na Praça da Liberdade, 640 – Funcionários, esquina com Rua Gonçalves Dias.

 

A primeira semana do mês já fica movimentada no espaço. Além de começar com a programação da 9ª Primavera de Museus (programação completa logo abaixo), o Memorial Vale traz no dia 3 de setembro (quinta-feira), às 19h30, a ópera cinematográfica The Death of the Marxists Count. Baseado em uma ideia original de Mariana Rocha e com direção de Mariana Rocha e Marcelo Kraiser, o trabalho relata a vã tentativa de narrar e retratar o trauma. Memória, tormento, luto, presença e morte se apresentam através de sons, imagens e diálogos entre a morte, o eu e o outro. A ópera é apresentada em vídeo, com participação especial de Izabel Stewart, Marc Davi, Paola Rettore, Tuca Pinheiro, Raquel Pires, Olívia Viana e Luiz Carlos Garrocho. A estreia será no auditório, com reprise do vídeo no dia 5 (sábado), na sala Casa da Ópera, ao longo de todo o dia. 

 

O Festival Internacional de Corais (FIC) também deixa sua marca já no primeiro fim de semana do mês, com apresentações no auditório do Memorial Vale. No sábado, 5, os corais Ipsemg e ASES se apresentam às 11h. Em seguida, às 13h, o público confere o Coral ArcelorMittal (João Monlevade). Às 16h é a vez do Coral Verdes Vozes da Semace (Fortaleza) e do Coral do Jambreiro encantarem a plateia. No domingo, 6, às 11h, os corais UESB e Vozes de Prata sobem aos palcos do Memorial. No fim de semana seguinte, os amantes do estilo também têm programação garantida: no dia 12 (sábado), às 11h, o Coral Vale Música chega com 40 vozes de adolescentes do estado do Espírito Santo, acompanhado da Banda Sinfônica Vale Música, com concerto que traz trilhas sonoras já conhecidas de clássicos do cinema. O dia 13 (domingo) encerra a programação do FIC com apresentação às 11h dos corais FUMEC e Grupo Over Vozes; e às 12h, do Coral Infanto-Juvenil da Vibratos Escola de Música e do Grupo Vocal Coro de Cobras. 

 

Nos dias 10 e 24 de setembro (quintas-feiras), os concertos de câmara da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais retornam ao museu. Dia 10, às 19h e às 20h30, o público confere o Quinteto de Sopros interpretando obras de Rossini, Nielsen e Barber. Dia 24, também em duas sessões, o Grupo de Percussão toca composições de Guarnieri, Zampronha, Iazzeta, Aluotto e Gorosito & Alberto. As apresentações serão realizadas no auditório do Memorial Vale, mediante retirada prévia de ingressos uma hora antes de cada concerto, limitada a um par por pessoa.

 

Em parceria com o Festival de Arte Negra (FAN), o Memorial Minas Gerais Vale traz outras duas atrações especiais para o mês de setembro: dia 12 (sábado), às 16h, a palestra Feminino Negro – Identidade e autoaceitação, com a artista visual Maria Rosa. A convidada, por meio de uma abordagem fotográfica, fala sobre estágios de consciência que mulheres negras podem vivenciar em decorrência do racismo até alcançarem a autoaceitação. Já no dia 17 (quinta-feira), às 19h30, o filósofo Marcos Cardoso fala sobre o tema Mandela – O Homem do século XX.

 

Ainda no dia 17 de setembro (quinta-feira), às 18h30, a sala Casa da Ópera recebe o público para uma conversa aberta sobre Dança e devaneios a partir dos conceitos labanianos. O bate-papo será conduzido pelas artistas e pesquisadoras Luciana Bicalho e Paola Rettore. A atividade é uma iniciativa do curso Dança: Criação, Improvisação e Ensino, da PUC Minas. Luciana e Paola vão dialogar e refletir sobre o pensamento inovador de Rudolf Laban – dançarino e teórico atento às singularidades e à potência do corpo em movimento; e sobre sua ousada prática nas primeiras décadas de 1900. Interessados devem se inscrever pelo e-mail paola@paolarettore.com.

 

O projeto Cena Vestida ocupa o Memorial Vale no dia 19 (sábado), das 10h às 17h30, com novas peças exclusivas. O projeto do fotógrafo Guto Muniz e da figurinista e estilista Silma Dornas leva as imagens dos espetáculos de artes cênicas fotografados por Guto para peças de vestuário criadas com exclusividade por Silma. Cena Vestida estará todos os meses no museu apresentando e comercializando as peças criadas a partir dos eventos que integraram a programação cultural do Memorial Vale nos últimos anos.

 

Também no dia 19/9, Anthonio e Renato Saldanha apresentam voz e violão dentro do projeto Gerais Cultura de Minas. O duo lança em BH o show Haikai Brasil e traz repertório que vai do sertão ao morro, do rio ao mar, passando por festas populares, pela fé e por quadros cotidianos do Brasil. Às 16h, Haikai Brasil apresenta nomes importantes do cenário brasileiro como Fernando Brant, Chico Buarque, Milton Nascimento, Ari Barroso, Yuri Popoff, Caetano Veloso, Zé Ramalho, Herivelto Martins, Fátima Guedes, Uakiti e ainda composições de domínio público e autorais.

 

Especialmente preparado para as crianças, o projeto “Eu, criança, no museu” convida o Grupo Amaranto para o show “Amaranto para crianças de todas as idades”, dia 20/9 (domingo), às 11h. A apresentação será das músicas de trabalhos dedicado ao público infantil – discos Três Pontes e A Menina dos Olhos Virados – e encanta pela simplicidade e alegria. Na atração, as irmãs Flávia, Lúcia e Marina exploram o palco como extensão de sua casa e brincam com as músicas e a plateia.

 

No último domingo de setembro, 27, às 11h, o grupo A Canção das Iluminuras volta ao palco do Memorial Vale com o concerto Outono da Idade Média. O repertório traz para a esfera musical a atmosfera da vida religiosa, da vida urbana e das cortes dos séculos XV e XVI, descritas nesse clássico da historiografia. O grupo chega com grande acervo de instrumentos musicais, réplicas daqueles usados à época, e interpreta grandes obras da Escola Franco-Flamenga, muitas delas inéditas no Brasil. Esta é a terceira apresentação de uma série de concertos no museu ao longo de 2015. A última será realizada em novembro. Vinte minutos antes de cada concerto, os integrantes fazem uma breve apresentação do contexto histórico em que o repertório foi criado, bem como uma breve análise de algumas peças musicais que incorporam as técnicas de composição mais utilizadas no período.

 

Encerrando o mês de setembro e adentrando outubro, o seminário Circunstâncias do Biográfico traz ciclo de palestras, exibição de filmes e debate nos dias 30/9, 1º e 2/10. Em um contexto de ampla visibilidade das subjetividades, como se colocam as biografias? O seminário vai tratar dessas questões em palestras com teóricos e artistas e uma mostra com os documentários mais recentes de Carlos Nader. A atividade é uma realização dos programas de pós-graduação em artes da UFMG e da UEMG e de pós-graduação em Comunicção da PUC Minas. As palestras serão sempre das 15h às 18h e, os filmes, seguidos de debates, das 19h às 21h. Inscrições e informações: biografico2015@gmail.com. Programação completa no site www.memorialvale.com .

 

EXPOSIÇÕES

 

Até 27/set | Salas de Exposição Temporária – “O Mundo em Minas”

A exposição apresenta imagens captadas pelo jornalista Renato Weil, com texto da também jornalista Glória Tupinambás, ao longo de viagens por 59 países dos cinco continentes. São fotografias de lugares remotos do planeta que levam o público ao que há de mais arraigado na cultura das Gerais. Um paralelo entre o local e o universal, que se faz presente em ofícios, crenças, retratos, transações, ruínas, horizontes.

26/9, às 16h - Bate-papo com os artistas: Renato Weil e Glória Tupinambás encerram a exposição falando das experiências adquiridas nas viagens pelos 59 países. O produtor cultural Dalton Miranda também marca presença e fala da experiência de transformar esta aventura em livro e exposição. 

 

Até 15/nov | No Café do Memorial – “Circunstâncias” 

A fotógrafa Vera Godoi está no Memorial Vale com a exposição “Circunstâncias”. Seu interesse está na rua, no mundo e nas pessoas, que fotografa com ética e comprometimento. Acredita no poder transformador das imagens, além de considerá-las uma forma de expressão poética. Trabalhou como fotojornalista nos principais jornais da cidade e atualmente é professora universitária, levando seu conceito de vida para outras gerações de fotógrafos. 

 

 

 

ESPAÇO LER + VER

Todos os sábados as ações educativas do Memorial Minas Gerais Vale voltam-se para a literatura e dialogam com outras formas de arte. Dentro da 9ª Primavera de Museus, é indicada a leitura de Direitos dos Povos e Comunidades Tradicionais. Produzida pelo Ministério Público de Minas Gerais, a publicação reúne os direitos legais dos Povos Indígenas e das Comunidades Tradicionais. Inclui, ainda, a Constituição Federal, as Convenções, as Leis e os Decretos, além de apresentar os órgãos pelos quais esses grupos podem acessar esses direitos.


EXPERIÊNCIAS NO MEMORIAL

Também aos sábados, ao longo de todo o dia, o Educativo do Memorial propõe ações em alguns espaços expositivos com a intenção de provocar diálogos e encontros que ampliem os sentidos e a imaginação do público. Já aos domingos, são realizadas visitas mediadas com grupos de até 10 pessoas, sempre às 12h, 13h e 14h30, com duração de uma hora cada. 

 

9ª PRIMAVERA DE MUSEUS – MUSEUS E MEMÓRIA INDÍGENA

 

O Memorial Minas Gerais Vale ainda preparou atrações exclusivas com o tema da 9ª Primavera de Museus 2015 “Museus e Memória Indígena”. Confira:

 

MOSTRA “VIDEO NAS ALDEIAS”

Período: todo o mês de setembro

Horário: durante funcionamento do museu

Sala: Espetáculo Mineiro 

Descrição: O Grupo de Estudos do Educativo do Memorial Minas Gerais Vale ‘Culturas Indígenas e Memória’ selecionou quatro vídeos da série Índios no Brasil, que integra o projeto Vídeo nas Aldeias, criado em 1986 com o objetivo de apoiar as lutas dos povos indígenas e fortalecer suas identidades por meio de recursos audiovisuais em comunidades indígenas de todo o Brasil. A proposta é desconstruir estereótipos, valorizando e reconhecendo os povos indígenas na sociedade atual. 

 

1. Quem são eles?, 2000 / 18min. / Hunikui Kaxinawá) / Maxacali / Pankararu / Yanomami 

2. Nossas línguas, 2000 / 20min. / Hunikui (Kaxinawá) / Kaingang / Pankararu

3. Uma outra história, 2000 / 17min. / Hunikui (Kaxinawá) / Pankararu

4. Nossas terras, 2000 / 20min. / Ashaninka / Baniwa / Kaingang

 

Além da Mostra, o público pode conferir outros 16 documentários sobre o tema disponíveis no espaço da Midiateca (1º piso). 

 

 

EXPOSIÇÃO INDIANOLOGIA, por Nelson de Senna. 

Período: 1º a 27 de setembro

Horário: durante funcionamento do museu 

Sala: Família Mineira

Descrição: Em parceria com o Arquivo Público Municipal de Belo Horizonte, o Grupo de Estudos “Culturas Indígenas e Memória”, do Educativo do Memorial Minas Gerais Vale, apresenta uma exposição inédita do acervo do professor, jurista e político Nelson Coelho de Senna (1876-1952). Mineiro, nascido no Serro, o pesquisador dedicou parte da vida ao estudo de aspectos urbanos, antropológicos e sociais do Brasil. Em exibição, jornais, manuscritos e fotografias do arquivo pessoal de Senna convidam os visitantes a refletir sobre a identidade e representatividade indígenas ao longo do tempo.

Bate-papo sobre a exposição

Período: 10 de setembro

Horário: 19h30 

Sala: Casa da Ópera

Descrição: Bate-papo sobre a exposição com o Conservador do Arquivo Público da Cidade, Demílson Vigiano; o Diretor do APC, Yuri Mello Mesquita, e as educadoras do Memorial Vale Natália Gonçalves e Ana Luíza Neves. 

Sujeito a lotação.

 

AÇÃO EDUCATIVA – CARTOGRAFIA DA RESISTÊNCIA

Período: aos sábados

Horário: 14h

Sala: Caminhos e Descaminhos / Turismo Ecológico

Descrição: A ação educativa busca discutir questões que definiram o território de Minas Gerais em meados dos séculos XVI e XVII, por meio de um jogo com mapas antigos do Estado e uma bússola.

 

VISITAS MEDIADAS

A atividade integra edição especial do programa “Experiências no Memorial”, com dois horários dedicados a visitas exclusivas sobre o tema da 9ª Primavera de Museus. 

Período: aos domingos

Horário: Sempre às 11h e às 14h

Descrição: Visitas mediadas especiais provocarão questões relacionadas à cultura indígena de Minas Gerais e do Brasil.

SERVIÇO

Programação de setembro do Memorial Minas Gerais Vale | 9ª Primavera de Museus 

Entrada gratuita. Sujeita a  lotação.

 

MEMORIAL MINAS GERAIS VALE

Endereço: Praça da Liberdade, 640, esq. Gonçalves Dias 

Horário de funcionamento: terças, quartas, sextas e sábados, das 10h às 17h30, com permanência até 18h. Quintas, das 10h às 21h30, com permanência até 22h. Domingos, das 10h às 15h30, com permanência até 16h. 

http://www.memorialvale.com.br

https://www.facebook.com/memorialvale  

https://www.youtube.com/user/memorialvale 

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA _________________________________________________________

 

Luz Comunicação

Atendimento: Letícia Bessa – (31) 9793-2491 

assessoria@jozanefaleiro.com 

 

Coordenação: Jozane Faleiro – (31) 3567-6714 - 8828-0906 - 9204-6367

contato@jozanefaleiro.com

 

RELACIONAMENTO COM A IMPRENSA – VALE

Christiano Borges – (31) 3916-2025 | 8478-4374

christiano.borges@vale.com