ORQUESTRA DE CAMARA OPUS COMEMORA 10 ANOS, COM
FLAVIO VENTURINI
Opus todos 4
Orquestra 4
Leo 1

Concerto traz repertório com os grandes sucessos do músico mineiro, sob a regência do maestro Leonardo Cunha, no dia 27 de maio

 

 

Para celebrar 10 anos de carreira, com shows pelo Brasil, sempre convidando grandes  artistas, a Orquestra de Câmara OPUS, de Belo Horizonte, recebe o músico e compositor Flávio Venturini para única apresentação no grande teatro do Sesc Palladium, no dia 27 de maio, sexta-feira, às 20h30.

 

Sob a regência do maestro e fundador da Orquestra, Leonardo Cunha, 23 músicos acompanham Flávio Venturini no repertório que conta com grandes sucessos do artista, incluindo “Céu de Santo Amaro”, “Besame”, “Criaturas da noite”, “Clube da esquina II”, “Espanhola”, “Mais uma vez”, “Nascente”, “Noites com sol”, “Todo azul do mar”, “Linda Juventude”, “Planeta sonho”, “Princesa”, “Romance”, “Uma velha canção de rock'n roll”, “Sol de Primavera”, “Fantasia Barroca” e “Fênix”.

 

O show comemorativo recebe o patrocínio da Universidade Fumec e da Tracbel. Parte da renda dos ingressos será destinada para a associação beneficente Gamaluz.

 

A Orquestra de Câmara Opus foi fundada pelo maestro Leonardo Cunha, em outubro de 2006, com o propósito de popularizar a música orquestral e erudita e também aproximar a música popular do arranjo clássico. “A OPUS tem grande parte de seu repertório voltado para a música brasileira. A experiência musical que oferecemos envolve a execução de obras de  compositores eruditos e arranjos exclusivos da música popular brasileira”, explica o maestro que comanda a orquestra composta por 23 músicos, entre cordas, sopros e percussão.

As orquestras de câmara são compostas por um número reduzido de músicos e instrumentos que as orquestras sinfônicas e filarmônicas. As orquestras de câmara foram criadas, tradicionalmente, para apresentações em locais menores e públicos reduzidos. O arranjo reduzido de músicos permite maior flexibilidade e mobilidade dos músicos ao mesmo tempo em que oferece aos seus ouvintes a experiência singular da tradução de notas e partituras complexas na harmonia e enlevo que somente uma orquestra pode oferecer.

 

Flávio Venturini

Revelado nos anos 1970 pelo movimento Clube da Esquina, que também revelou Milton Nascimento, Lô Borges, Beto Guedes, entre outros artistas mineiros. Participou do grupo musical O Terço, entre 1974 e 1976, antes de criar, em 1979, o grupo 14 Bis, pelo qual fez sucesso entre 1980 e 1989. Em 1989, saiu do 14 Bis para seguir carreira solo. Entre seus principais sucessos, como compositor ou intérprete, estão "Todo Azul do Mar", "Linda Juventude", "Planeta Sonho", "Nascente", "Nuvens", "Espanhola" (parceria com Guarabyra, da dupla Sá e Guarabyra); e "Mais Uma Vez" (parceria com Renato Russo, líder da Legião Urbana). Da carreira-solo, destacam-se, entre outras músicas, "Princesa", "Besame" e "Céu de Santo Amaro".

 

Orquestra de Câmara OPUS

Desde 2006, a orquestra de Câmara Opus apresenta o projeto “Orquestrando Brasil” realizando apresentações em mais de 100 cidades de oito  estados brasileiros. Em 2007, este projeto resultou na gravação de um CD cujo repertório foi escolhido a partir das músicas de maior identificação do público nas apresentações da orquestra.

A partir do lançamento do CD “Orquestrando Brasil”, a Orquestra de Câmara OPUS foi convidada a apresentar-se fora do país, alcançando projeção internacional. Em 2011, a OPUS realizou quatro concertos no Peru – Lima e Cuzco – e também na Europa em 2012, com quatro concertos na Alemanha – Munique, Potsdam e Berlim – e França – Paris. As apresentações levaram um pouco do trabalho da Orquestra para outros países e culturas, representando com orgulho a beleza e riqueza da cultura brasileira.

Também em 2011, a OPUS registrou peças de compositores britânicos em seu segundo CD. Neste álbum, a Orquestra gravou obras tradicionais do repertório camerístico escrito para orquestra de cordas, pelos compositores E. Elgar, G. Holst e B. Britten.

Dentre os artistas convidados que se apresentaram com a Orquestra OPUS estão: Fafá de Belém, Milton Nascimento, Flávio Venturini, Daniela Mercury, Ana Carolina, Nando Reis, Derico Sciotti (Saxofonista do Programa do Jô), Ulla Benz (violino/Alemanha), Jasmin Gottstein (flauta/Alemanha), Márcio Carneiro (Violoncelo/Suíça), Knut Andreas (maestro/Alemanha) e Jitka Hosprová (viola/República Tcheca).

 

SERVIÇO

Orquestra de Câmara OPUS convida Flávio Venturini

Classificação: Livre

Data/horário: 27 de maio de 2016, sexta-feira, 20h30

Local: Sesc Palladium – Rua Rio de Janeiro, 1046 - Centro, Belo Horizonte

Ingressos: Plateia I - R$ 90,00 (inteira) -R$ 45,00 (meia) / Plateia II - R$ 80,00 (inteira) - R$ 40,00 (meia) / Plateia III - R$ 60,00 (inteira) - R$ 30,00 (meia)

Venda: www.ingresso.com / e bilheteria do teatro

Meia entrada válida para: maiores de 60 anos. E para estudantes devidamente identificados, válida até 40% dos ingressos vendáveis do teatro (conforme DECRETO no 8.537, de 05 de outubro de 2015).

 

 

 

 

 

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA

Luz Comunicação - www.luzcomunicacao.com.br

Jozane Faleiro -(31) 3567-6714 | 9.9402-6367 | jozane@luzcomunicacao.com.br

Atendimento – Janine Horta - imprensa@jozanefaleiro.com - (31) 9.9743-4013

Fotos: Divulgação