Museu do Oratório e Museu de Sant’Ana na 19ª Semana Nacional de Museus 

   Espaços lançam programação de atividades e exposições virtuais, de 17 a 20 de maio 

 

O Museu do Oratório (Ouro Preto/MG), e o Museu de Sant’Ana (Tiradentes/MG), ambos sob a gestão do Instituto Cultural Flávio Gutierrez, participam da 19ª Semana Nacional de Museus, promovendo atividades culturais e artísticas, de 17 a 20 de maio, de forma virtual e gratuita. A partir do dia 17 de maio, segunda-feira, serão abertas quatro exposições virtuais: “Oratórios: Relíquias do Barroco Brasileiro”, com acesso pelo site www.museudooratorio.org.br; e “A Menina de Ana – A Pequena Discípula de Nazaré”; “Santos Homens - Os Combatentes da Fé” e “Santas Mulheres - As Heroínas da Fé”, disponibilizadas no site www.museudesantana.org.br. As mostras já foram exibidas nos espaços físicos dos museus em anos anteriores e agora seguem em cartaz por tempo indeterminado, de forma on line. A programação segue no dia 18 de maio, terça-feira, com o lançamento do projeto Aula de Museu Virtual, que seguirá na programação dos espaços por tempo indeterminado, com o objetivo de levar o Museu de Sant’Ana e o Museu do Oratório para as salas de aula, bastando agendamento prévio. No dia 19, quarta-feira, acontece o lançamento da nova Visita Virtual do Museu do Oratório, com modernização das ferramentas de acesso pelo site. No dia 20 de maio, quinta-feira, às 10h e às 14h, ocorre a aula virtual aberta do Coral Canto Crescente, com acesso pelo youtube do Museu do Oratório no link https://bit.ly/3ffxSWh

 

A 19ª Semana Nacional de Museus acontece entre 17 e 23 de maio, quando museus de todo o Brasil organizam programações especiais em torno de um tema, que esse ano é “O Futuro dos Museus: Recuperar e Reimaginar”. “Diante do cenário atual imposto pela pandemia, trata-se de um tema importante para o setor cultural, em especial para os museus, que também precisam refletir e continuar levando seus conteúdos ao público, mesmo que de forma virtual. O futuro é o que vamos construir no presente. Nesta programação, os Museus de Sant’Ana e do Oratório trazem o que têm de melhor: seus acervos, seu conhecimento e sua história, disponibilizados de forma virtual. São exposições que enaltecem a fé, tão importante para estes tempos difíceis; a contribuição na educação cultural que levaremos às escolas com a Aula de Museu e um pouco do trabalho que desenvolvemos com o Coral Canto Crescente, de Ouro Preto. Um convite a um respiro e um olhar afetuoso para o que temos em Minas Gerais, zelados por este dois importantes museus”, explica Angela Gutierrez, presidente do Instituto Cultural Flávio Gutierrez. 

 

Programação Semana de Museus - Museu do Oratório

Exposição virtual – “Oratórios: Relíquias do Barroco Brasileiro” – 17/05 - segunda-feira, seguindo por tempo indeterminado - Acesso pelo site https://museudooratorio.org.br/conheca/exposicoes-de-curta-duracao/ 

A coleção apresentada nesta exposição “Oratórios - Relíquias do Barroco Brasileiro” é uma amostragem do devocionário brasileiro, em algumas de suas formas típicas. Encontrados e adquiridos muitas vezes em lamentável estado de conservação, os oratórios foram restaurados de maneira a manter e preservar a sua identidade. A policromia desses oratórios de médio e pequeno portes representa um potencial maravilhoso para o estudo do contexto religioso da época. Sóis e luas, flores, folhas, figuras, marcas, emblemas e signos são representações universais de forças e de verdades que transcendem a própria essência do homem. O oratório – lugar de oração, presença material da divindade – guarda, protege, ilumina, na ingenuidade e singeleza do artista anônimo, a universalidade da fé – ou do mito – que aproxima o ser humano de seu desejo de pertencer ao reino do sagrado.

“Oratórios - Relíquias do Barroco Brasileiro” agora apresentada de forma virtual, foi realizada originalmente em 2013 no Centro Cultural Metropolitano em Quito, no Equador, no Museu Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro, integrando a programação oficial da Jornada Mundial da Juventude que contou com a presença do Papa Bento XVI; na antiga Cadeia de Tiradentes, dentro da programação do Festival de Gastronomia; na cidade de Tatuí, em São Paulo; e no Museu de Artes e Ofícios em Belo Horizonte.

 

Aula de Museu – Lançamento do projeto Aula de Museu Virtual - 20/05 – quinta-feira - projeto segue por tempo indeterminado ou até as aulas escolares voltarem ao formato presencial. 

 O projeto Aula de Museu Virtual pretende levar o Museu do Oratório para as salas de aula. Serão oferecidas visitas mediadas virtuais à turmas de escolas de todo o Brasil,  mediante agendamento prévio, que pode ser feito através do email: info@museudooratorio.org.br . 

Visita virtual - Lançamento da nova visita virtual – 19/05 - quarta-feira

O Museu do Oratório apresenta nova versão de sua visita virtual, que possibilita um passeio pelo Museu, sem sair de casa. A ferramenta traz o espaço de maneira clara, de fácil navegação com formato que se adapta também às telas de dispositivos móveis, como através de smartphones, o que não era possível na visita anterior.  Dentre outras novidades, tais como: alta compatibilidade com os principais browsers disponíveis no mercado; visita compatível com a utilização do recurso de realidade virtual, bastando para isso o uso de um celular e um óculos VR (disponível à partir de R$ 50,00 na internet); navegação mais fluida, na medida que seu deslocamento pelo espaço não precisa mais ser feito de ambiente em ambiente. O usuário agora pode dar grandes saltos no seu deslocamento, se deslocando para qualquer ponto que esteja dentro do seu campo de visualização com apenas um clique; visita com fotografias com a qualidade mais alta; novas galerias de imagem para exibição do acervo permitem a melhor visualização das imagens e mais recursos de interação. O usuário poderá visualizar as fotografias em tela cheia, dar zoom nos objetos, compartilhá-los através de redes sociais e habilitar ou desabilitar a legenda para visualizar as fotografias sem interferências visuais; novas galerias de imagem para exibição do acervo digitalizado em 360º permitem a melhor visualização das imagens; dentre outras. 

 

O Museu do Oratório foi inaugurado em 1998 na cidade de Ouro Preto/MG, no prédio setecentista pertencente à Venerável Ordem Terceira do Carmo, que foi totalmente restaurado e adequado para abrigar o Museu. Apresenta uma coleção  de 162 oratórios e 300 imagens dos séculos XVII ao XX. As peças do acervo foram doadas ao IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) pela colecionadora Angela Gutierrez e são genuinamente brasileiras, principalmente de Minas Gerais.

 

Aula aberta Coral Canto Crescente - 20/05, quinta-feira, às 10h e às 14h - youtube do Museu do Oratório:  https://bit.ly/3ffxSWh . Classificação livre. 

Iniciado em 2012, o Coral Canto Crescente, é um projeto sociocultural do Instituto Cultural Flávio Gutierrez, que possibilita a formação musical de 70 crianças e adolescentes, estudantes da rede pública de ensino de Ouro Preto, com idades entre 7 e 15 anos, que associa a música à elementos cênicos, indo além da postura tradicional dos coros.

 

Programação Semana de Museus - Museu de Sant’Ana (MUS) 

 

Exposições virtuais - 17/05 - segunda-feira, disponíveis por tempo indeterminado - O MUS apresenta de forma virtual, as exposições temporárias, já realizadas em seu espaço. Acesso pelo site https://museudesantana.org.br/visite/exposicoes-temporarias/ 

 

“Santos Homens - Os combatentes da Fé”, foi realizada em 2016, comemorando o segundo ano de abertura do Museu de Sant’Ana. Reúne 30 imagens, de artistas populares e eruditos, de homens reconhecidos como santos por suas trajetórias e condutas exemplares, dignas de eterna devoção. Com milhões de devotos pelo mundo todo, os santos católicos personificam o desejo de comunhão do ser humano com o Divino que nos ampara e ilumina. São todas imagens brasileiras, datadas dos séculos XVIII e XIX, pertencentes a coleções privadas e, expostas ao público pela primeira vez. A genialidade de cinco mestres da imaginária sacra brasileira, Aleijadinho, Mestre Piranga, Francisco Xavier de Brito, Francisco Vieira Servas e Francisco das Chagas, o Cabra, se faz presente nas atribuições feitas a eles em algumas das peças expostas. Esse conjunto de imagens representa uma mostra significativa da originalidade e do talento do artista brasileiro, cujo acesso ao público constitui relevante esforço de preservação e valorização de nossa cultura. O Instituto Cultural Flávio Gutierrez reafirma, assim, a missão que o orienta desde a sua fundação, em 1998: trabalhar, de forma obstinada, em defesa do patrimônio histórico e cultural brasileiro. Essa mostra pequena e rara expressa ainda, de forma emocionante, a devoção do homem comum àqueles que, na vivência integral de sua fé, nos legaram os fundamentos de uma ética cristã fundada em valores como a humildade, a coragem, a compaixão e o amor ao próximo.

 

“Santas Mulheres - As Heroínas da Fé” foi uma exposição realizada, em 2017, em comemoração aos três anos de abertura do Museu de Sant’Ana. Maria foi representada em alguns dos seus títulos devocionais, além dela, diversas outras Santas Mulheres estiveram expostas formando um conjunto de imagens que retratam a força da figura feminina. Cada uma dessas Santas protegia contra determinado mal, zelava pelo sucesso almejado ou curava males desafiantes. As Santas Mulheres, guiadas pela força do Cristo, representadas por mártires dos primeiros séculos do cristianismo, prontas a entregar a vida pela paixão da fé, por uma doutora da Igreja, mulher inquieta e brilhante, por uma abadessa, a primeira da ordem beneditina, alma inocente e plena do amor de Deus. E outras, muitas outras Santas Mulheres que através dos séculos vêm guiando e inspirando a jornada de milhões de devotos. Entre as imagens que compõem esta exposição, algumas trazem a marca da mão de artistas hoje consagrados e reconhecidos que a fértil lavra dos séculos XVII, XVIII e XIX nos legou. Aqui encontramos a fatura atribuída a mestres da arte sacra brasileira como Aleijadinho, Mestre Piranga, Frei Agostinho de Jesus e Francisco Vieira Servas. A força e a determinação destas Santas Mulheres que não se vergaram à tortura, ao fogo impiedoso, às garras dos leões ou à força da espada, não morreram com elas. Por inspiração divina, estas Mulheres Santas sobrevivem há milênios, lutando contra a desesperança, reinventando a alegria da vida e acreditando no simbolismo e na força do amor.

 

“A menina de Ana - Pequena Discípula de Nazaré” foi uma exposição realizada, em 2018, para comemorar os quatro anos de abertura ao público do Museu de Sant’Ana. A mostra apresenta um grupo notável de “Meninas de Ana”, onde o público pode apreciar, mais detidamente, a graça, o encantamento, a delicadeza e a beatitude da jovem Maria. Muitas vezes, a grandiosidade da matriarca, Sant’Ana, em sua solene cátedra magistral, parece sombrear a pequena e discreta leitora do livro que lhe é aberto. As peças expostas são datadas dos séculos XVIII a XIX. Séculos de tradição cristã cultivaram a certeza de que Maria foi concebida sem pecado original. Não encontramos o nome da avó de Jesus nos livros canonizados oficialmente pela Igreja Católica e que compõem a Bíblia. Mas a Palavra de Deus ultrapassa essas páginas e mora no coração do povo que reza e preserva suas verdades. 

Aula de Museu – Lançamento do projeto Aula de Museu Virtual – 20/05 - projeto segue por tempo indeterminado ou até as aulas escolares voltarem ao formato presencial. 

 

O projeto Aula de Museu Virtual pretende levar o Museu de Sant’Ana para as salas de aula. Serão oferecidas visitas mediadas virtuais a turmas de escolas de todo o Brasil mediante agendamento prévio, que pode ser feito através do email: info@museudesantana.org.br 

 

 

Serviço: 

Museu do Oratório 

site: www.museudooratorio.org.br - Instagram/Facebook: @museudooratorio

Youtube:  https://bit.ly/3ffxSWh

 

Museu de Sant’Ana

site: www.museudesantana.org.br  - Instagram/Facebook: @museudesantana

Museu de Sant’Ana está aberto ao público de forma presencial, respeitando as regras de contenção da pandemia do Covid-19, impostas pelo município de Tiradentes/MG. 

Horário de funcionamento: 

Quarta a segunda das 10h às 18h 

Domingo das 10h às 16h 

*Encerramento da bilheteria meia hora antes.

Link com orientações para visitas: https://museudesantana.org.br/noticia/protocolo-para-visitacao-reabertura/

 

Informações para a imprensa 

Luz Comunicação - @luz.comunica

Jozane Faleiro - jozane@luzcomunicacao.com.br - 31 992046367