AGOSTO NO MEMORIAL VALE TRAZ ATRAÇÕES SELECIONADAS PELAS CONVOCATÓRIAS DE PROGRAMAÇÃO 2021

Agosto no Memorial Vale chega com as atrações propostas pelos artistas selecionados por meio das Convocatórias de Programação do Memorial Vale 2021. Há curta-metragens, exposições, saraus, circo e teatro e também oficinas organizadas pelo Educativo do Memorial. Na primeira quinzena, os destaques são a exposição fotográfica de André Frade, “Ancestralidade e Fé”, mostrando o congado, o curta “Eu me vejo em você”, de Gabriel Afonso, o palhaço Diego Gamarra com o espetáculo “Cloro, o palhaço engolidor de letras”, o filme “Cizânia”, de Elizabeth Ramos, o curta Dédalo, de Gustavo Silvestre e a apresentação de dança “Transeunte”, de Jorge Ferreira.

 

O Educativo do Memorial Vale realiza a Roda de Conversa Educativo Aberto – Relações Étnico Raciais e Espaços Culturais. Esta atividade propõe o diálogo entre instituições sociais, culturais e educacionais sobre a relação do corpo negro com os espaços culturais - mais especificamente com os museus. Para participar - pela plataforma Google Meet – é preciso realizar inscrição prévia pelo telefone (31) 3343-7317.

 

As apresentações continuam online, seguindo o planejamento do #MemorialValeEmCasa, feitas pelo Youtube, nas redes sociais do espaço (facebook e instagram) e no site. As transmissões feitas pelo Youtube ficam disponíveis permanentemente no canal do Memorial.

 

Confira a programação da 1º quinzena de agosto:

 

2/08 – EXPOSIÇÃO “ANCESTRALIDADE E FÉ”, DE ANDRÉ FRADE

Do dia 2 agosto até o dia 15 de setembro, o fotógrafo André Frade abre no site do Memorial Vale a exposição “Ancestralidade e Fé”. A exposição foi selecionada pela Convocatória de Programação do Memorial Vale 2021. As fotos foram feitas durante o longo período de contato com o Congado Nossa Senhora do Rosário e Escrava Anastácia, de Tiradentes (MG), representado pelo Mestre Claudinei Prego, num resgate da importância histórica dessa festa religiosa e da ancestralidade negra. Integra o projeto “ Mostra de Fotografia” do Memorial Vale.

 

Andre Frade Andrade é fotógrafo e cinegrafista autodidata, desde 2013, quando mudou de Belo Horizonte para Tiradentes (MG). Em 2014, criou o site Descubra Tiradentes, plataforma desenvolvida para facilitar o acesso às informações turísticas da região através de vídeos e fotografias que ele mesmo produzia. Ministrou a Oficina "EU Imagem para Todos" realizada pela Belotur, onde 6 alunos moradores do complexo do bairro Serra-Morro do Cafezal tiveram aula sobre a história dos pontos turísticos de Belo Horizonte, e com celular fotografaram a cidade, transformando suas imagens em souvenirs (canecas, ímãs e camisetas). Neste mesmo ano, organizou-se uma exposição de fotos do Congado de Tiradentes - "Ontem do nosso Amanhã", exibida na abertura do III Fórum do Amanhã e, posteriormente, no Museu de Santana de Tiradentes. Durante a Pandemia, realizou diversos trabalhos com artistas locais, para o SESC, a Funarte, e a lei Aldir Blanc. Atualmente, faz parte da equipe do Tiradentes em Cena, devido às necessidades do teatro se tornar híbrido (presencial e por vídeo).

 

04/08 – CURTA “COMO EU ME VEJO EM VOCÊ”, DE GABRIEL AFONSO

No dia 4 de agosto, quarta-feira, às 19h30, o cineasta Gabriel Afonso apresenta, no YouTube do Memorial Vale, o curta “Como eu me vejo em você”. O filme foi selecionado pela Convocatória de Programação do Memorial Vale 2021. A história busca reavivar memórias, investigar a origem do afeto, dar vez e voz ao passado. Perguntas são chaves que abrem o relicário da maternidade, da infância e da família. “Como Eu me Vejo em Você” é um espelho que reflete a vida pelo olhar do outro. O evento faz parte da “Mostra de Filmes” do Memorial Vale.

 

Gabriel Afonso é graduado em Cinema e Audiovisual (Una) e em Rádio e TV (Newton Paiva). Trabalha como ator desde 2009, com personagens de destaque nas séries televisivas Marcas da Vida, Um Morro do Barulho, Cientistas Brasileiros Entre os Melhores, e Hit Parade. Esteve à frente da direção executiva e direção de arte do curta Impermeável Pavio Curto, premiado como Melhor Filme na Competitiva Minas no 20º FestcurtasBH e também no 51º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, com o Prêmio Zózimo Bulbul da Competitiva Universitária. Foi Júri oficial do 7º Lumiar Festival Interamericano de Cinema Universitário. Como ator, trabalhou nos curtas Como se o céu fosse oceano, Melhor Filme na Competitiva Minas do 21º FestcurtasBH; Diz Que É Verdade, Melhor filme na categoria Panorama Brasil do 29º Curta Cinema e Melhor curta da Competitiva Minas do 22º FestcurtasBH; e em Gole de Febre, Melhor Filme Experimental do 3º Toró Festival Audiovisual Universitário de Belém.

 

04/08 – SEMENTES DA DIÁSPORA (04, 11, 18 e 25/08)

Todas as quartas-feiras, às 14 horas, o Educativo realiza a instalação “Sementes da Diáspora”. Iniciada em 2019, a ação consiste numa instalação na qual a partir de cards (envelopes com sementes de plantas de origem africana estampados com imagens e informações sobre personalidades afro) instalados no Baobá construído pelo Educativo, o visitante é convidado a “colher” essas sementes e refletir sobre o apagamento do protagonismo negro na nossa história. Nesses tempos de distanciamento por causa da pandemia, a ação continua de forma virtual, nas redes sociais do Memorial Vale e possui legenda descritiva das imagens.

 

06/08 – DICAS PRETAS (06, 13, 20, 27/08)

Às sextas-feiras, às 11 horas, o Educativo divulga as “Dicas Pretas”. São pílulas, com dicas de livros, filmes, etc. com temática étnico racial e produzida por pessoas negras, dando um destaque para produções literárias destinadas ao público infantil. O objetivo é contribuir para discussões sobre as questões étnico raciais, trazendo indicações de conteúdo que ajudem a refletir e conhecer mais sobre a identidade negra. A ação acontece no Instagram do Memorial Vale e possui legenda descritiva das imagens.

 

08/08 – “CLORO, O PALHAÇO ENGOLIDOR DE LETRAS”, COM DIEGO GAMARRA

Dia 8 de agosto, domingo, às 11 horas, o palhaço Diego Gamarra apresenta o espetáculo “Cloro, o palhaço engolidor de letras”, no YouTube do Memorial Vale. A apresentação foi selecionada pela Convocatória de Programação do Memorial Vale 2021. Na história, Cloro está de férias no planeta das letras. Rodeado de livros, ele faz malabarismo de erros ortográficos e mágicas gramaticais em busca de conhecimento. Na tentativa de preencher as páginas brancas da vida, Cloro engole letras porque precisa preencher os vazios. Ao bom entendedor, palavras bastam! O evento integra o projeto “Eu, Criança, no Museu!”, do Memorial Vale.

 

O espetáculo CLORO, O PALHAÇO ENGOLIDOR DE LETRAS nasceu da junção entre circo e literatura. Em 2018, Diego Gamarra participou de uma experiência maravilhosa em um projeto que levou literatura, educação e arte para os povos amazônicos. O AMAZÔNIA DAS PALAVRAS, que acontece anualmente, leva literatura itinerante às comunidades da Amazônia Brasileira através dos Rios Negro, Amazonas e Madeira. Durante os 1300 km de percurso, o projeto vai embarcando nas cidades ribeirinhas desse entorno para realizar oficinas de literatura e fechar a programação com um espetáculo circense. Diego foi o convidado do ano de 2018. Ele concebeu e praticamente criou um espetáculo em curso, em processo, ao longo das apresentações, entendendo a resposta do público e a repercussão do que criava em cena. Nasceu ali o mais recente espetáculo do repertório do artista: CLORO, O PALHAÇO ENGOLIDOR DE LETRAS. Como forma de dar continuidade ao processo criativo, Diego convida o artista Rafael Mourão para dirigir e formatar definitivamente seu espetáculo. Juntos criaram a dramaturgia e a concepção final do espetáculo solo. A versão apresentada é uma cena curta-metragem audiovisual, adaptada para a versão digital. Como artista da cena, inquieto, se sentiu desafiado a adentrar nesse universo digital e ampliar o acesso do seu trabalho para além do tempo e espaço. Com essa experiência, pretende colocar outras camadas no processo de criação e recepção do espetáculo que nasceu nos rios da Amazônia.

 

Diego Gamarra é um artista circense, argentino, radicado em Belo Horizonte há 13 anos, com 23 anos de atuação na área cultural. Como palhaço, exerce sua profissão ocupando praças e espaços alternativos. Já se apresentou em diversos festivais, encontros e projetos culturais na América latina, Centro-América e Europa. Realizou trabalhos humanitários em zonas de risco (já apresentou na maioria das comunidades de Belo Horizonte), áreas de catástrofes (percorreu com a alegria do palhaço diversas escolas que funcionaram como albergue após a inundação do Rio Paraná e Salgado em 2004 na Argentina). Trabalhou como palhaço de hospital em Doutores da Alegria em BH no ano 2012 e no Instituto Hahaha de 2013 a 2016. Idealizou e construiu a Casa Circo Gamarra, espaço cultural localizado na Vila Dias, numa área de vulnerabilidade social, onde promove diversos eventos artísticos com acesso gratuito, bem como oficinas, intercâmbio e compartilhamento artístico também gratuito.

 

10/08 – FILME “CIZÂNIA”, DE ELIZABETH RAMOS

No dia 10 de agosto, terça-feira, às 19 horas, a artista Elizabeth Ramos apresenta o filme “Cizânia”, no YouTube do Memorial Vale. A apresentação foi selecionada pela Convocatória de Programação do Memorial Vale 2021. A obra Cizânia é resultado de confluências de pensamentos que se expressam por meio do barro, explorando os reflexos do patriarcado, por meio da artesania cerâmica. A trilha construída com estética musical experimental cria a paisagem sonora vivenciada por mulheres representadas em barro. O evento integra a Mostra de Filmes do Memorial Vale.

 

Elizabeth Ramos é artista visual, graduanda no curso de Artes Aplicadas com ênfase em cerâmica pela UFSJ, utilizando o barro, a performance e recursos audiovisuais como suporte para expressar sua subjetividade, incentivando assim debates acerca de questões socioculturais, gênero e cor. A trilha sonora foi desenvolvida pela artista convidada Maria Anália, musicista, educadora musical e construtora de instrumentos. Suas músicas permeiam pelas paisagens sonoras com instrumentos não convencionais construídos pela mesma. A pesquisa da musicista mescla música popular e contemporânea e o resultado desta mistura é uma estética sonora singular, que dialoga com outros campos artísticos.

 

11/08 – CURTA-METRAGEM DÉDALO, COM GUSTAVO SILVESTRE

No dia 11 de agosto, quarta-feira, às 19h30, o videomaker Gustavo Silvestre apresenta o curta-metragem Dédalo, no YouTube do Memorial Vale. A apresentação foi selecionada pela Convocatória de Programação do Memorial Vale 2021. Dédalo se faz como uma proposta de mergulho nos labirintos interiores. Isolado do mundo exterior e habitando apenas seu próprio corpo-casa, se depara com os conflitos do isolamento em detrimento de um olhar pra dentro de si. Angústias e alegrias como estado de fragilidade, encontra na dança sua única possibilidade de se manter em equilíbrio, permanecer vivo. A apresentação faz parte do projeto Mostra de Filmes do Memorial Vale.

 

Gustavo Silvestre é ator, bailarino e videomaker, graduado em Artes Cênicas, atua na área de criação e direção de movimento há mais de 10 anos em algumas companhias de grande representatividade no cenário nacional, como Cia Mário Nascimento, Cia de Dança Palácio das Artes e Quasar Cia de Dança. Atualmente graduando em Cinema e Audiovisual, vem pesquisando uma linguagem híbrida entre corpo, dança e performance no cinema, desenvolvendo projetos que dialoguem com sua trajetória artística.

 

12/08 e 19/09 – RODA DE CONVERSA:

EDUCATIVO ABERTO – RELAÇÕES ÉTNICO RACIAIS E ESPAÇOS CULTURAIS

Nos dias 12 e 19 de agosto, quinta-feira, das 16h às 18 horas, o Educativo do Memorial Vale realiza a Roda de Conversa Educativo Aberto – Relações Étnico Raciais e Espaços Culturais. Esta atividade propõe o diálogo entre instituições sociais, culturais e educacionais sobre a relação do corpo negro com os espaços culturais - mais especificamente com os museus. Sabendo que devido ao racismo estrutural muitas pessoas negras tendem a não se sentir pertencidas aos espaços de conhecimento e cultura, quais alternativas seriam possíveis para reverter isso durante as visitas, principalmente com públicos escolares, e criar um ambiente acolhedor para todas as pessoas? As duas rodas de conversa acontecerão pela plataforma Google Meet, sendo necessário realizar inscrição prévia pelo telefone (31) 3343-7317.

 

Dia 12 de agosto

Convidada: Andréa de Fátima Rodrigues Silva.

A convidada abordará sua experiência como mediadora negra no espaço de cultura, a relação desse corpo (visitante e mediador) e o espaço cultural.

Público-alvo: Educadores de museu e interessados no tema.

Número de vagas: 25.

Duração: 2h.

 

Dia 19 de agosto

Convidada: Rikelle Ribeiro.

A convidada abordará sua experiência com o teatro em comunidades e a visitação com jovens e adolescentes em espaços culturais.

Público-alvo: Educadores de museu e interessados no tema.

Número de vagas: 25.

Duração: 2h.

 

13/08 – VÍDEO DANÇA “TRANSEUNTE”, COM JORGE FERREIRA

No dia 13 de agosto, sexta-feira, às 19 horas, o artista Jorge Ferreira apresenta o vídeo-dança “Transeunte”, no YouTube do Memorial Vale. A apresentação foi selecionada pela Convocatória de Programação do Memorial Vale 2021. O filme dialoga com o corpo dos tempos atuais e todas as questões que o atravessam em tempos de isolamento social. O trabalho em casa, a relação corpo, casa e espaço durante a passagem dos dias, acompanhado pela ansiedade, pelo cansaço e pela inquietude. O evento faz parte do projeto “Gerais, Cultura de Minas” do Memorial Vale.

 

Jorge Ferreira começou seus estudos em Dança no Núcleo Buritis Centro de Artes, estudando Ballet Clássico, Jazz e Dança Contemporânea. Em 2015 integrou o elenco da Cia de dança Mário Nascimento (Belo Horizonte) onde atuou até 2019 participando de festivais e turnês nacionais, montagens e remontagem de trabalhos da Cia. Em Junho de 2019 ingressou na Cia de Dança Palácio das Artes (Belo Horizonte) onde atuou como intérprete criador, tendo a oportunidade de dançar os repertórios e dividir a direção dos 2 novos trabalhos que a Cia desenvolveu em tempos de trabalho remoto. Atualmente recebeu um convite do Grupo Tápias (Rio de Janeiro) para integrar o elenco da sua mais nova montagem, como bailarino convidado.

 

 

Memorial Vale na web:

http://www.memorialvale.com.br

https://www.facebook.com/memorialvale 

https://www.instagram.com/memorial.vale 

https://www.youtube.com/user/memorialvale

www.memorialvale.com.br/visite/visita-virtual/

 

Hashtags usadas nas postagens do Memorial Vale na quarentena:

#MemorialValeEmCasa

#MuseumsAndChill

#MemorialValeNosUne

#ValePatrocina

 

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA

________________________________________________

Luz Comunicação - www.luzcomunicacao.com.br

Coordenação: Jozane Faleiro – 31 3567-6714 | 9.9204-6367 jozane@luzcomunicacao.com.br

Atendimento: Janine Horta – 31 9.71448232 - imprensa@luzcomunicacao.com.br

 

RELACIONAMENTO COM A IMPRENSA – VALE

Ludymilla Sá 31 - 3916-2027 |

Ludymilla.desa@vale.com