Memorial Vale apresenta show on line com canções do Clube da Esquina 

Beto_Lopes_Crédito_João_Couto.jpeg

João Couto

Oficinas com técnicas de meditação, bordado e arquitetura criativa para crianças também estão na 

programação

 

Do dia 27 a 31 de maio o #MemorialValeEmCasa traz uma série de atrações em vídeo para o público de todas as idades. Destaque para o início das oficinas “Bordado pelo mundo”, com Isabella Brandão, na quarta-feira (27/5), ensinando características dos bordados produzidos em diferentes países. Na música, sexta-feira (29/5), às 19h30 será exibido o show “Homenagem ao Clube da Esquina”, com Bárbara Barcellos, Beto Lopes e Telo Borges. 

 

Toda a programação de vídeos é exibida pelo canal do Memorial Vale no Youtube e, para melhor localização, foram criadas playlists por temas. Todos os vídeos postados no período de isolamento social devido ao Covid-19 também podem ser encontrados para acesso mesmo depois de lançadas na web e estão na playlist “Memorial Vale em casa”. O acesso pode ser feito também pelas redes sociais do Memorial Vale.

 

Detalhes da programação #MemorialValeEmCasa - 27 a 30 de maio de 2020

 

Nesta quarta-feira (27/05), às 11h, Isabella Brandão, professora de bordado, com mestrado sobre a prática do bordado em Belo Horizonte no século XX, estreia nova série, “Bordado pelo mundo”, que traz características dos bordados feitos em outros países. Nas oficinas, ela conta a parte histórica e as características culturais de cada bordado, finalizando com a prática, ensinando aplicação dos pontos e materiais. Na aula inaugural, ela ensina a passar o desenho do papel para o tecido e mostra as técnicas do Bordado Português, falando da sua relação com o bordado brasileiro e vai ensinar a produzir o lenço dos namorados, utilizando um lenço branco de algodão, linha de novelo, caneta mágica, agulha e tesoura. 

 

Isabela Brandão explica que embora a técnica do bordado seja considerada, no senso comum, como uma habilidade manual única, ela se expressa de formas variadas de acordo com os aspectos econômicos, históricos, culturais e ambientais de cada sociedade. O modo como as pessoas se organizam, as formas de lazer, as sociabilidades, a matéria prima e os recursos naturais disponíveis, deixam marcas nas características dos bordados produzidos em cada lugar. Por este motivo, é possível visitar capítulos da história global a partir do fazer das linhas e agulhas. Aprofundar em alguns destes aspectos é a proposta da série “Bordado pelo Mundo”.

 

 

Na quinta-feira (28/05), às 11h, como parte do programa Bem-Estar, o professor de yoga Alessandro Aued ensina a técnica respiratória para trazer equilíbrio emocional, o Nadi Sodhan Pranayama. Trata-se da respiração com alternância de narinas, que estimula o relaxamento profundo e equilibra o lado direito e esquerdo do cérebro, enquanto tranquiliza o sistema nervoso. A técnica cria um profundo sentimento de bem-estar e harmonia nos níveis físico, mental e emocional, além de auxiliar no combate a dores de cabeça, enxaqueca e outros sintomas causados pelo stress.

 

Ainda na quinta-feira, às 19h30, um show com canções autorais com o duo formado pelo contrabaixista Pablo Souza, convidando o trombonista, vencedor do prêmio BDMG Instrumental 2018, João Machala. No repertório estão as canções “Desencontro” e “Bakeriana”, de João Machala; e “Blues for R.B.” e “Lullaby for Lis”, de Pablo Souza. Além de contrabaixista (baixo elétrico e acústico), Pablo Souza é compositor e arranjador. É professor na escola de música da UFMG,  com mestrado em Jazz Bass Performance pela Universidade de Louisville (University of Louisville, UofL). João Machala é trombonista, compositor e arranjador. É mestrando em Performance Musical pela UFMG. Ambos já tocaram com renomados artistas. 

 

Na sexta-feira  (29/05), às 10h, o Memorial Vale dedica mais uma canção a outro equipamento do Circuito, na ação criada pela rede Circuito, intitulada “Alegre seu dia com música mineira”, na qual cada espaço dedica uma canção a outro, e todos são contemplados.  A ação acontece pelo Instagram.

 

Ainda na sexta, às 14h, será postada a nona foto legenda da exposição Tempo e Patrimônio, desenvolvida pelo Educativo do Memorial Vale. Essa exposição conta a história da edificação desde sua construção até os dias de hoje.

 

E, às 19h30, de sexta, será postado o vídeo inédito do show “Homenagem ao Clube da Esquina”, no qual a cantora Bárbara Barcellos se junta aos músicos Belo Lopes e Telo Borges para apresentarem músicas desse movimento que remete a Minas Gerais. No repertório estão “Lumiar” (Beto Guedes), “Cravo e Canela” (Milton Nascimento/Fernando Brant), “Nascente” (Flávio Venturini/Murilo Antunes), “Nenhum Mistério” (Lô Borges/Murilo Antunes/Ronaldo Bastos), “Contos da Lua Vaga” (Beto Guedes/Márcio Borges), “Manuel, o Audaz” (Toninho Horta/Fernando Brant), “Amor de Índio” (Beto Guedes/Ronaldo Bastos), “Tudo Que Você Podia Ser” (Lô Borges/Márcio Borges), “Quem Sabe Isso Quer Dizer Amor” (Lô Borges/Márcio Borges),  “De Bem, De Mal” (Eduardo Maciel/Beto Lopes/Márcio Borges), “Voa Bicho” (Telo Borges/Márcio Borges), “Tristesse” (Telo Borges/Milton Nascimento) e “Vento de Maio” (Telo Borges/Márcio Borges). 

 

Bárbara Barcellos nasceu em Belo Horizonte e, aos 18 anos, iniciou parceria com o músico Beto Lopes. Cantou com grandes nomes da música brasileira como Tavinho Moura, Toninho Horta, Milton Nascimento e outros. Beto Lopes nasceu em Pitangui e começou a tocar cavaquinho e violão na infância e, aos 18 anos já começou a tocar profissionalmente, quando conheceu os músicos que formavam o Clube da Esquina. Atualmente, acompanha, na guitarra, diversos nomes da música. Telo Borges nasceu na capital mineira e seu primeiro contato com a música aconteceu por meio dos seus irmãos Marilton e Lô Borges. Aos 14 anos, compôs “Voa Bicha”, em parceria com Márcio Borges. Na adolescência, participou do disco “Milagres dos Peixes”, de Milton Nascimento e compôs “Vento de Maio”. Em 2003, recebeu o Grammy Latino por “Tristesse”, parceria com Bituca . 

No sábado (30/05), às 10h, acontece a terceira oficina sobre construtividade, com a arquiteta e artista plástica, Letícia Melgaço. Com o tema “Criança Arquiteta”, a oficina é uma iniciação na produção de formas geométricas estruturais, que estimulam a imaginação e a construtividade. A partir dessa conversa, as crianças poderão criar diversas formas subsequentes por si mesmas, explorando outros cenários e desenvolvendo a sua criatividade.

Todas as ações do Memorial Minas Gerais Vale ao longo do período de fechamento podem ser acompanhados nos canais do espaço na web:

http://www.memorialvale.com.br

https://www.facebook.com/memorialvale  

https://www.instagram.com/memorial.vale  

https://www.youtube.com/user/memorialvale

www.memorialvale.com.br/visite/visita-virtual/

 

Hashtags usadas nas postagens do Memorial Vale na quarentena: 

#MemorialValeEmCasa 

#MuseumsAndChill 

#MemorialValeNosUne

#ValePatrocina

 

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA

________________________________________________

Luz Comunicação - www.luzcomunicacao.com.br

Coordenação: Jozane Faleiro – 31 3567-6714 | 9.9204-6367 jozane@luzcomunicacao.com.br

Atendimento: Janine Horta – 31 9.9743-4013 - imprensa@luzcomunicacao.com.br

 

 

RELACIONAMENTO COM A IMPRENSA – VALE

Ludymilla Sá 31 - 3916-2027 |

Ludymilla.desa@vale.com