MEMORIAL VALE OFERECE DIVERSIDADE DE SUGESTÕES CULTURAIS PARA CURTIR EM CASA

foto: Literarua

Marcio_Silva_-_Aprenda_Forró_em_Casa_-_
Coletivo_Mundicá_-_Me_Conta_Um_Conto-_f
Ananda Sette com fuxicos - foto Ricardo
TOniC - Credito literarua .jpeg
Malena Credito Matias Moyanoe.jpg
foto: Ricardo Novaes
foto: CM
Foto: Simone Gomes
foto: Matias Moyanone

Culinária, trabalhos manuais, dança, música, técnicas de massagem e meditação. Atividades para todas as idades, de bebês a idosos. É essa diversidade de opções que o Memorial Minas Gerais Vale oferece ao público que está em isolamento social, nesta semana de 14 a 19 de abril, em seus canais on line, dentro do #MemorialValeEmCasa. São vídeos exclusivos ou que ganharam curadoria especial para este período. Todas as atividades ficam disponíveis para acesso mesmo depois de lançadas na web. Um destaque da programação é a estreia, nesta quinta (16/4), às 18h30, da primeira live no Instagram do Memorial Vale, dentro do projeto Diversidade Periférica, com a ativista e cantora argentina Malena D'Alessio, uma das vozes mais expressivas da Cultura Hip Hop, junto com o artista multimídia, publicitário, escritor e roteirista Toni C, de São Paulo. Confira abaixo as demais atividades.

 

Conteúdo exclusivo #MemorialValeEmCasa

Desde a terça-feira, 14 de abril, está disponível a receita de Queca, um bolo tradicional de origem inglesa e que faz parte da cultura de Nova Lima.

No dia 15 de abril, quarta-feira, ocorre a segunda aula de bordado com Isabella Brandão, professora de bordado, com mestrado sobre o ensino de bordado em Belo Horizonte entre as décadas de 1940 e 1960. A aula faz parte de uma série de cinco vídeos, destinada tanto ao público iniciante como às bordadeiras mais experientes, ensinando como fazer uma bandeira de pontos. A bandeira de pontos (ou pano de amostra) é um mostruário feito à mão que serve como um repertório das técnicas que cada pessoa sabe fazer. Geralmente, é um material individual, repleto de carga afetiva, produzido gradativamente ao longo da vida. Além de ser um ótimo recurso para o ensino do bordado, com as bandeiras de pontos pode-se trabalhar aspectos ligados à memória, à criação, à composição, à estética e à afetividade. No episódio 2, Isabella vai ensinar mais três pontos:  ponto alinhavo, porto partido e ponto haste.

Ainda na quarta, às 18h, ocorrerá o “Aprenda Forró em Casa”, com a segunda vídeo aula do professor e coreógrafo Márcio Silva, com 15 minutos de duração. O vídeo integra o projeto Diversidade Periférica, iniciativa que busca aproximar moradores dos aglomerados à programação e às atividades do museu, além de dar visibilidade às iniciativas, às manifestações e às práticas artístico-culturais existentes em cada comunidade,  sob a curadoria de Patrícia Alencar.

E na quinta-feira, às 10h, terá a “Aula de Shantala”, com Maysa Ribeiro. Shantala é uma técnica de massagem para bebês, que alivia a cólica, estreita os laços com o cuidador e relaxa. Ideal para incluir na rotina do sono da criança. Além da massagem, a aula traz também as dicas de óleos essências e como utilizá-los. 

 

E na quinta, às 18h30, estreia a primeira live do #MemorialValeEmCasa, também dentro do projeto Diversidade Periférica. Os convidados são a ativista e cantora argentina Malena D'Alessio, uma das vozes mais expressivas da Cultura Hip Hop, junto com o artista multimídia, publicitário, escritor e roteirista Toni C, de São Paulo. Malena D‘Alessio, criadora do icônico grupo Actitud María Marta, apresentará seu projeto solo, que oferece uma jornada pelas raízes folclóricas do nosso continente, atravessadas por sons digitais contemporâneos. Um projeto em que arte, miscigenação e ativismo coexistem em constante celebração.  A artista mantém um compromisso social ativo, participando de inúmeros festivais de direitos humanos e demandas sociais, levando sua proposta musical a grande parte do continente latino-americano e europeu. Malena convida a passar por uma comunhão entre a música tradicional latino-americana com o mais novo som de Hip Hop, Dance hall, Trap, soul, entre outros. Em sua música, gêneros como: Tango, Candombe, Cumbia, boleros e diferentes ritmos afro-latinos estão entrelaçados, sempre com as letras comprometidas com o social. 

 

Na sexta-feira (17/4), às 10h, o segundo vídeo do programa bem-estar com Alessandro Aued. Ele guiará a “Meditação Tatraka” - ou meditação de contemplação da chama de uma vela. Trataka (ou observação de velas) é uma técnica poderosa e potente que pode trazer alegria e, simultaneamente, acalmar e focar a mente. Em sânscrito, a palavra tratak significa olhar. Entre os benefícios físicos dessa técnica estão a melhora da visão; proporciona alívio do estresse e relaxamento profundo; aprofunda o sono e ajuda a melhorar a insônia e pesadelos; melhora a concentração, inteligência e memória; aumenta a autoconfiança, paciência e força de vontade; e traz maior clareza e melhora a capacidade de tomada de decisão.

 

 

No sábado, às 11h, será exibido o segundo episódio da série “Brinque em Casa”, intitulado “Me Conta Um Conto”, do Coletivo Mundicá, formado por Márcio Vesoli (ator e apresentador), Rodrigo Salvador (músico e compositor) e Sol Bueno (cantora e compositora), além dos artistas convidados Lud Benquerer e Raquel Quintão. Levando em conta que o dia 18 de abril é Dia Nacional do Livro Infantil,  o grupo fará leituras e releituras do conto infantil "Chapeuzinho Vermelho". Os artistas convidam o público a mergulhar nesse universo da literatura infantil e conhecer outras roupagens da trama da menina, o lobo e a vovó. Os atores lembram que o escritor mineiro Guimarães Rosa também fez sua versão num livro chamado "Fita verde no cabelo”. A ideia é  brincar de histórias e livros. 

 

 

E a programação se encerra no domingo (19/04), às 10h, com a “Oficina de Fuxico”,  com a estilista e professora de costura, Ananda Sette. Ela explica que o fuxico foi inventado para aproveitar restinhos de tecidos e há várias histórias sobre a origem do nome desse artesanato. Aqui no Brasil, em muitos estados do Nordeste, conta-se que as mulheres se reuniam para confeccionar e aproveitavam esses momentos para colocar a conversar em dia, fofocar, fazer os seus mexericos, os seus fuxicos. Conta-se também que fuxico é uma palavra de origem africana e significa “remendo”, “alinhavo com agulha e linha” e era feito pelos africanos que foram escravizados e trazidos para o Brasil.Esse artesanato tão bonito e tão popular ainda hoje é praticado em todo o Brasil e principalmente em Minas Gerais. No Memorial  Minas Gerais Vale tem uma sala de exposição chamada “Celebrações”, na qual podemos ver e apreciar um pouco da arte e do artesanato em Minas. Quando passar a fase de isolamento, todos estão convidados a visitar. Para a oficina de fuxico, separe agulha, linha e retalhos de tecido, pode ser qualquer um que tenha em casa, como uma fronha ou uma camiseta velha.

 

Aconteceu no Memorial Vale

Sob a curadoria da equipe do Memorial, vídeos das atividades realizadas no espaço também estão sendo indicados.  Na sexta, 17 de abril, às 14h, no #MemorialValeEmCasa será postada mais uma foto legenda da exposição Tempo e Patrimônio, desenvolvida pelo Educativo. Essa exposição conta a história da edificação que abrigou por muitos anos a antiga Secretaria da Fazenda do Estado de Minas Gerais. 

 

Hashtags usadas nas postagens do Memorial Vale na quarentena: 

#MemorialValeEmCasa 

#MuseumsAndChill 

#MemorialValeNosUne

#ValePatrocina

 

Todas as ações do Memorial Minas Gerais Vale ao longo do período de fechamento podem ser acompanhados nos canais do espaço na web:

 

http://www.memorialvale.com.br

https://www.facebook.com/memorialvale  

https://www.instagram.com/memorial.vale  

https://www.youtube.com/user/memorialvale

www.memorialvale.com.br/visite/visita-virtual/

 

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA

________________________________________________

Luz Comunicação - www.luzcomunicacao.com.br

Coordenação: Jozane Faleiro – 31 3567-6714 | 9.9204-6367 jozane@luzcomunicacao.com.br

Atendimento: Janine Horta – 31 9.9743-4013 - imprensa@luzcomunicacao.com.br

 

 

RELACIONAMENTO COM A IMPRENSA – VALE

Ludymilla Sá 31 - 3916-2027 |

Ludymilla.desa@vale.com