José Luís Peixoto participa de noite de autógrafos

e do Sempre Um Papo na Livraria Quixote, em BH

José Luís Peixoto - foto Patrícia Santos Pinto.jpeg

foto: Patricia Santos Pinto

José Luís Peixoto, um dos mais reconhecidos escritores portugueses da atualidade, chega à Belo Horizonte para participar de noite de autógrafos do livro “Autobiografia” (Companhia das Letras). Em seguida, o escritor conversa com o jornalista Afonso Borges em uma edição do Sempre Um Papo. Os dois eventos acontecem no dia 9 de fevereiro, na Livraria Quixote, na Savassi. A sessão de autógrafos, aberta ao público, acontecerá entre 18h e 20h na parte externa da livraria. Já o Sempre Um Papo não contará com plateia e será transmitido ao vivo pelo canal do YouTube do projeto, às 20h30. O bate-papo, de acesso gratuito, contará com tradução simultânea em Libras e audiodescrição.

Durante o Sempre Um Papo, será exibido o vídeo da performance ”Mulheres desenhando mulheres”, feita por alunas de dança contemporânea do Primeiro Ato Centro de Dança, sob a orientação da professora Marcela Rosa. A performance é baseada no poema “Olhamo-nos nos olhos”, de José Luís Peixoto. 

O Sempre Um Papo é viabilizado através do patrocínio do Instituto Cultural Vale, Cemig e Usiminas, com o apoio da Rede Mater Dei de Saúde, com recursos da Lei Federal de Incentivo à Cultura, da Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo. 

“Autobiografia” (Companhia das Letras).

Lançado em 2019, o livro “Autobiografia”, de José Luís Peixoto, acaba de receber nova edição pela Companhia das Letras. A obra é um romance que acompanha a história de José, um jovem autor em início de carreira, que é convidado a escrever a biografia de seu mestre, José Saramago, um dos maiores escritores da língua portuguesa. 

José Luís Peixoto conheceu Saramago em 1997, numa biblioteca em Coimbra. Os dois reencontram-se em 2001, quando, aos 27 anos, Peixoto tornou-se o mais jovem vencedor de sempre do Prêmio Literário José Saramago, com seu romance de estreia, “Nenhum olhar”. No livro “Autobiografia”, Peixoto parte de suas próprias experiências, de modo a explorar os limites entre a vida e a literatura, em uma prosa lírica que leva os leitores a um final inesperado. Acesse aqui o livro para compra no site da editora.

Sempre um Papo – 36 anos

Criado em 1986, pelo jornalista Afonso Borges, o “Sempre Um Papo” é reconhecido como um dos programas culturais de maior credibilidade do país. O projeto realiza encontros entre grandes nomes da literatura e personalidades nacionais e internacionais com o público, ao vivo, em auditórios e teatros. Durante a pandemia, os encontros têm acontecido em formato virtual, com transmissão pelo YouTube do projeto.

Em sua história, já ultrapassou os limites de Belo Horizonte e chegou a 30 cidades, em oito estados do país, tendo sido realizado também em Madri, na Espanha. Em 35 anos de trabalho, aconteceram mais de 7 mil eventos, que reuniram um público superior a 2 milhões de pessoas. 

Serviço:

Sempre Um Papo - Noite de autógrafos com José Luís Peixoto

Dia 9 de fevereiro, quarta-feira, 18h às 20h

Local: Livraria Quixote (Rua Fernandes Tourinho, 274 - Savassi, Belo Horizonte)

Aberto ao público, gratuito

Sempre Um Papo conversa com José Luís Peixoto

Dia 9 de fevereiro, quarta-feira, 20h30

Local: YouTube do Sempre Um Papo

Informações: www.sempreumpapo.com.br

 

Informações para a imprensa:

Jozane Faleiro – jozane@sempreumpapo.com.br / 31 992046367

 

Saiba mais sobre o escritor José Luís Peixoto:

José Luís Peixoto nasceu em 1974, na aldeia de Galveias, em Portugal. Formou-se na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Tendo obtido licenciatura em Línguas e Literaturas Modernas, na variante de estudos ingleses e alemães, foi professor em várias escolas portuguesas e na Cidade da Praia, em Cabo Verde. 

Passou a se dedicar profissionalmente à escrita em 2001, tendo estreado na literatura com o livro de prosa “Morreste-me”, em que narra de forma sensível e poética o luto diante da morte de seu pai. O autor também tem sido colunista em vários órgãos da imprensa portuguesa, como GQ, Time Out, Notícias Magazine, UP, entre outros.

José Luís é autor dos livros de prosa “Morreste-me” (2000), Antídoto (2003) e Abraço (2011); dos livros de poesia “A Criança em Ruínas” (2001), “A Casa, a Escuridão” (2002), “Gaveta de Papéis” (2008) e “Regresso a Casa” (2020); dos romances “Nenhum Olhar” (2000), “Uma Casa na Escuridão” (2000), “Cemitério de Pianos” (2006), “Livro” (2010), “Galveias” (2014), “Autobiografia” (2019) e “Almoço de Domingo” (2021); dos livros infantis “A Mãe que Chovia” (2012), “Todos os Escritores do Mundo têm a Cabeça Cheia de Piolhos” (2016); dos livros de teatro “Cal” (2007) e “Estrangeiras” (2016); dos livros de viagens “Dentro do Segredo” (2012) e “O Caminho Imperfeito” (2017) e da novela “Em Teu Ventre” (2015).

Acompanhe o José Luís Peixoto em suas redes sociais: Facebook e Instagram.