Memorial Minas Gerais Vale apresenta versão de Hamlet para vídeo-dança. Espaço também integra o webnário “Conversas sobre perguntas”, evento criado e organizado por quatro  equipamentos que integram o Circuito Liberdade

Hamlet_2._Foto_Marco_Aurélio_Prates_1.j

A programação do mês de julho, pensada exclusivamente para o ambiente on line e disponibilizada nas redes sociais do Memorial Minas Gerais Vale, devido ao isolamento social imposto para conter a pandemia do Covid-19, traz estreias no ambiente da dança e da performance. Nesta semana, de 8 a 12 de julho, dentre as atrações estão as apresentações da vídeo-dança “@Hamlet.SoloTropical”, de Fernando Barcellos no qual ele transcria a tragédia shakespeariana Hamlet para a linguagem da videodança. Outra novidade é  o “Ambiências em Casa – Instalações Artísticas”, com Daniela Carva. 

E neste mês, a partir do dia 14 de julho até  o dia 18 de agosto, em parceria com outros  equipamentos culturais que compõem o Circuito Liberdade – Casa Fiat de Cultura, Centro Cultural Banco do Brasil e Museu das Minas e do Metal – MM Gerdau -, o Memorial Vale realiza o webinário “Conversas sobre perguntas”, no qual, toda terça-feira, às 17h, a jornalista Daniella Zuppo vai mediar conversas com importantes pensadores e intelectuais brasileiros. A cada edição, a conversa será veiculada por um dos canais dos espaços. No Youtube do Memorial Vale será exibido o bate-papo com o psicanalista Christian Dunker no dia 4 de agosto, e com a escritora Conceição Evaristo, no dia 11 de agosto. 

 

Prorrogadas inscrições até 26 de julho

O Memorial Vale prorrogou as inscrições, até o dia 26 de julho, para as duas convocatórias do Educativo do espaço: o Projeto Novos Pesquisadores, destinado ao público acadêmico, que tem objetivo colocar em evidência trabalhos de dissertações e teses defendidas em mestrados ou doutorados, nos últimos cinco anos, nas áreas de Ciências Humanas. Os trabalhos selecionados ganharão uma exposição e os seus autores serão convocados a participar de conversas dentro da programação do Diálogo com Novos Pesquisadores. Serão selecionadas três pesquisas e cada uma receberá o benefício de 7 mil reais. O outro projeto com inscrições prorrogadas é o Educativo Aberto 2020, destinado a estudantes de graduação para que apresentem projetos propondo atividades a serem desenvolvidas para o público escolar, pessoas com deficiência, bebês, crianças, adolescentes, adultos e idosos. Os projetos deverão ser elaborados em dupla e precisam ter a duração de cinco meses. Será disponibilizada uma bolsa mensal de 900 reais, para cada integrante da dupla, durante a vigência do projeto que terá início quando o MMGV reabrir as portas ao público. Mais informações e inscrições pelo link: http://memorialvale.com.br/pt/educativo/convocatorias/ . 

 

Confira a programação #MemorialValeEmCasa

 

No dia 8 de julho, quarta-feira, às 11h, Isabella Brandão, professora de bordado, com mestrado sobre a prática do bordado em Belo Horizonte no século XX,  dá continuidade à série “Bordado pelo mundo”, ensinando “Bordado Inglês”. Neste último vídeo da série, a pesquisadora fala sobre diferentes tipos de trabalhos de agulha na Inglaterra, como Stumpwork, Crewelwork e Canvaswork que são produzidos no país há pelo menos cinco séculos. Como projeto, ela ensina como fazer um pequeno mostruário de Blackwork usando etamine, agulha de tapeçaria e linha de meada na cor preta.

 

Na quinta-feira, 9 de julho às 11h, será postada mais uma atividade do “Educativo em Ação”, uma série de posts que revela um pouco das estratégias de mediação dos educadores do Memorial Minas Gerais Vale. Uma ação que busca ampliar e qualificar o acesso e a vivência museal.

 

 

Na sexta-feira, 10 de julho, às 10h, o Memorial Vale dedica mais uma canção a outro equipamento do Circuito, na ação criada pela rede Circuito, intitulada “Alegre seu dia com música mineira”, na qual cada espaço dedica uma canção a outro, e todos são contemplados.  A ação acontece pelo Instagram.

 

Também na sexta-feira, às 11h, será postado o primeiro vídeo-dança do bailarino Fernando Barcellos “@Hamlet.SoloTropical” ou “Apenas um rapaz ou Coração Selvagem ou Isto não é um romance de Clarice Lispector”.  Neste trabalho, o artista transcria a tragédia shakespeariana Hamlet para a linguagem da videodança. A transcriação ele explica que é uma estratégia (tomada de empréstimo de um tradutor chamado Haroldo de Campos) empregada por Fernando Barcellos em seus trabalhos anteriores (Circuito Iago e Tito, pelo Coletivo Sala Vazia) para transformar textos literários trágicos em performances de dança. Circuito Iago e Tito são transcriações de Otelo e Tito Andrônico, respectivamente, ambas tragédias de Shakespeare. Assim, com o lançamento da obra inédita @Hamlet.SoloTropical, o bailarino completará sua trilogia coreográfica shakespeariana. Como o artista trabalha com a dança em campo expandido, atravessada por outras manifestações artísticas e saberes, o video-dança criado a partir de Hamlet será multimidiático, atravessado pelo teatro, pela arte da performance, pela música, pela literatura, entre outras. 

 

Serão dois vídeos, @Hamlet.SoloTropical – Parte 1 e Parte 2, que serão exibidos semanalmente, um em 10 de julho e o outro em 17 de julho.  Quando Fernando Barcellos transcria textos trágicos, ele não está preocupado em reconstituí-los fidedignamente, mas criar uma obra contemporânea que tenha relações com a obra original. Assim, interessa a ele como as tragédias podem ser revitalizadas pelas questões da contemporaneidade. “Hamlet é um texto shakespeariano que nos provoca sobre questões como o existencialismo, a solidão e os limites entre a vida e a morte. Confinados em nossas casas, todos nós estamos refletindo sobre essas questões no tempo presente, tentando sobreviver a uma pandemia provocada por um vírus letal. Para transcriar Hamlet em @Hamlet.SoloTropical, eu levo em conta a condição de confinamento a que estamos submetidos durante a pandemia, e tento traduzir isso nos vídeos”, adianta Fernando Barcellos. Discos de Belchior, Caetano Veloso, Gal Costa, Marku Ribas e Radiohead; livros de Hilda Hilst e Shakespeare; violão, chamadas de vídeo e áudios de Whatsapp; estas são algumas das estratégias utilizadas pelo artista para sobreviver ao isolamento. Veremos como tudo isso pode tropicalizar Hamlet, de modo que ele possa, ainda uma vez, nos ajudar a perceber o que há de podre no reino de “Pau Brasilis”. Assim, usando os equipamentos que tem disponível, o bailarino captará imagens em sua casa. Então, sua parceira em trabalhos de videodança, Stefani Mota, fará a edição final dos vídeos em sua residência, em São Paulo. Neste videodança em duas partes, Fernando Barcellos contará com participações especiais, tais como Lira Ribas, Júlia Ribas, Antônio Beirão e Júlia Diniz, artistas que residem em Belo Horizonte e São Paulo. 

 

Fernando Barcellos é bailarino, coreógrafo, diretor e professor. Tem criado trabalhos em que a dança é atravessada por outras manifestações artísticas e saberes. Doutorando em Estudos Literários da Universidade Federal de Uberlândia, é mestre em Artes, licenciado em Artes Visuais, ator e bailarino com experiência em balé clássico e dança contemporânea. Foi professor substituto do Bacharelado em Dança da Universidade Federal de Uberlândia. Atuou como bailarino e assistente de ensaios do Grupo de Dança Paola Marques (Belo Horizonte - MG) e foi diretor artístico do Grupo Jovem de Dança de Ibirité - MG. Tem trabalhado com grupos teatrais de relevância no cenário nacional, tais como o Grupo Oficcina Multimédia, a Maldita Cia. de Investigação Teatral e o Quatroloscinco - Teatro do Comum. 

E, ainda na sexta, às 14h, será postada a 15a. e última foto legenda da exposição Tempo e Patrimônio, desenvolvida pelo Educativo do Memorial Vale. Essa exposição conta a história da edificação desde sua construção até os dias de hoje.

 

 

E no domingo, 12 de julho, às 10h, estreia “Ambiências em Casa – Instalações Artísticas”, com Daniela Carva. Serão dois vídeos, o segundo será exibido em 19 de julho.  No primeiro, “Construindo uma ambiência/instalação em casa para desenho de paisagens e/ou objetos” ela instiga o público com a pergunta: Você já parou pra observar que tudo ao seu redor torna-se imagem, a partir de diferentes perspectivas e referências? Nesse vídeo, a proposta é uma experiência para crianças e adultos de observação dos objetos, imagens e paisagens presentes ao nosso redor. A ideia é construir uma ambiência/instalação que proporcione brincar com esses elementos e suas formas.

 

Memorial Vale na web:

 

http://www.memorialvale.com.br

https://www.facebook.com/memorialvale  

https://www.instagram.com/memorial.vale  

https://www.youtube.com/user/memorialvale

www.memorialvale.com.br/visite/visita-virtual/

 

Hashtags usadas nas postagens do Memorial Vale na quarentena: 

#MemorialValeEmCasa 

#MuseumsAndChill 

#MemorialValeNosUne

#ValePatrocina

 

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA

________________________________________________

Luz Comunicação - www.luzcomunicacao.com.br

Coordenação: Jozane Faleiro – 31 3567-6714 | 9.9204-6367 jozane@luzcomunicacao.com.br

Atendimento: Janine Horta – 31 9.9743-4013 - imprensa@luzcomunicacao.com.br

 

 

RELACIONAMENTO COM A IMPRENSA – VALE

Ludymilla Sá 31 - 3916-2027 |

Ludymilla.desa@vale.com