Exposição com retratos gigantes de moradores de Sabará será aberta nesse sábado com exibição de filme documentário

Dejair, ex-goleiro, ídolo e último remanescente do épico time do Siderúrgica, campeão mine

foto: Nitro Imagens

Iniciativa promovida pela Fundação ArcelorMittal faz parte do Projeto Moradores 

que documentou as histórias e memórias de moradores da cidade 

 

Cerca de 100 moradores contaram suas histórias e memórias afetivas com Sabará, uma das cidades mais antigas de Minas Gerais. É a partir dessa experiência e desses relatos que o projeto Moradores - A Humanidade do Patrimônio produziu, montou e irá lançar uma exposição de retratos em grande formato e um filme documentário nesse sábado (04/12), a partir das 19h, no adro da Igreja do Rosário, na Praça Melo Viana. A exposição, que ficará aberta até o dia 12/12, faz parte de um círculo de ações na cidade em celebração aos 100 anos de operação da ArcelorMittal Aços Longos no Brasil e é uma grande homenagem ao que os autores do projeto chamam de “maior patrimônio que uma cidade pode ter, ou seja, seus próprios moradores.”

 

Tudo começou com uma tenda branca montada em uma praça pública, uma câmera apontada e um convite. Nesse instante, mais do que o ato de se deixar fotografar, moradores e moradoras de Sabará foram chamados a se reconhecerem como patrimônio cultural da cidade e a contar sua história de afetividade com o território. 

 

Entre esses moradores, estiveram personagens populares, como Chiquinho, criador da TV Muro, “a menor emissora do mundo”. Filho do projetista do cinema, ainda criança, se apaixonou pelo audiovisual. Desde os anos 90, se dedica a registrar entrevistas com os moradores e a transmiti-las por uma TV no muro de sua casa. 

 

Outra personalidade querida da cidade que participou do projeto foi Dejair, ex-goleiro, ídolo e último remanescente do épico time do Siderúrgica, campeão mineiro de 1964. A musicista Nath Rodrigues, destaque da música mineira em 2021, nasceu e estudou música em Sabará. Ela também participou do Moradores. 

 

Mas também passaram pela tenda, moradores não tão conhecidos, como dona Gercy. Ela encantou a todos com sua história de amor pela música. Seja no Teatro Municipal, nas igrejas, nas rádios ou nas procissões de Semana Santa, há quase 80 anos, ela enche a cidade de musicalidade com sua voz de soprano.

 

Exposição e varal fotográfico

Tanto Chiquinho quanto Dejair, Nath e Gercy estão entre os 12 moradores escolhidos para comporem a exposição na Praça Melo Viana, que terá retratos gigantes dos moradores em painéis de 4m x 2m. Mas não só eles serão homenageados. Todos moradores que passaram pela tenda do Projeto Moradores, poderão ir até a abertura da exposição e retirar sua fotografia gratuitamente. 

 

“Entregar uma fotografia a essas pessoas é uma maneira de dizê-las ‘muito obrigado’ por terem nos ajudado a construir uma exposição e um filme, a partir de seus relatos, para documentar como o amor dos moradores por Sabará é a melhor 

 

forma de preservá-la”, explica Gustavo Nolasco, um dos autores do Projeto Moradores, ao lado de Alexandre Baxter, Bruno Magalhães e Marcus Desimoni.

 

 

O filme de aproximadamente 15 minutos de duração reconta a história de Sabará a partir das memórias de seus moradores. O Carnaval, as festas da jabuticaba e da ora pro nobis, as igrejas, as escolas, o futebol, a natureza e até mesmo os 100 anos de convivência com a antiga Belgo Mineira (hoje, ArcelorMittal) estão entre os temas relembrados pelos moradores nesse documentário alegre e emocionante. 

 

Projeto Moradores

O Projeto Moradores completará 10 anos em 2022. É um movimento de arte urbana pela valorização da memória dos moradores como sendo o maior patrimônio que uma cidade pode ter. É uma criação da NITRO Histórias Visuais, de Belo Horizonte. Já passou por cinco estados, 22 territórios e registrou a história de aproximadamente 3.600 pessoas. Foi reconhecido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) como uma ação de sucesso em Educação Patrimonial.

 

Fundação ArcelorMittal

A etapa de Sabará tem o patrocínio e é uma realização da Fundação ArcelorMittal e da ArcelorMittal Aços Longos, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais e tem o apoio da Prefeitura de Sabará e do projeto Borrachalioteca.

 

Criada em 1988, a Fundação ArcelorMittal busca transformar a vida das pessoas de forma coletiva e participativa, compartilhando conhecimento e inovação, contribuindo para a inclusão, formação de cidadãos e para um mundo melhor. Tem a educação, cultura e esporte como eixos prioritários, realizando iniciativas nos territórios de influência das empresas do Grupo ArcelorMittal. que promovem o acesso às oportunidades para crianças e jovens e possam, assim, experimentar mais participação, inclusão e protagonismo na sociedade. 

 

O ano de 2021 marca o centenário da ArcelorMittal Aços Longos no Brasil, tendo o município de Sabará como o primeiro local em que a empresa se instalou, ainda como a antiga Belgo Mineira. A realização do Projeto Moradores na cidade é uma das ações promovidas para celebrar o centenário nas comunidades onde está inserida. 

 

Siga o Projeto Moradores no Instagram: 

http://www.instagram.com/projetomoradores

 

AGENDA

PROJETO MORADORES | SABARÁ

Abertura da exposição e exibição de filme documentário 

Data: 04/12 (sábado) 

Horário: 19h 

Local: Adro da Igreja do Rosário (Praça Melo Viana) - Entrada gratuita

A exposição ficará montada até o dia 12/12.

Acesse o vídeo-convite: https://vimeo.com/651563618

 

Mais informações:

Luz Comunicação | @luz.comunica

Jozane Faleiro | jozane@luzcomunicacao.com.br | 31 992046367