ORQUESTRA DE CÂMARA OPUS RECEBE DERICO SCIOTTI EM APRESENTAÇÃO ÚNICA DIA 18 DE ABRIL, NO CCBBBH
MUSICAL INFANTIL “O TUBARÃO MARTELO E OS HABITANTES DO FUNDO DO MAR” FAZ ÚNICA  APRESENTAÇÃO NO DIA 11 DE MARÇO, NO TEATRO BRADESCO, EM BH

Repertório passa por choros, música erudita, rock e ritmos brasileiros até temas de filmes e uma

homenagem especial à bossa-nova

O músico saxofonista Derico Sciotti se une aos músicos da Orquestra de Câmara OPUS para
apresentação única em Belo Horizonte no próximo dia 18 de abril (quarta), no palco do CCBB BH. Sob
regência do maestro, diretor musical e fundador da OPUS, Leonardo Cunha, Derico – também
conhecido por tocar por mais de 25 anos no Programa do Jô, e a orquestra brindam o público com
repertório que varia entre choros, música erudita, rock e ritmos brasileiros até temas de filmes e uma
homenagem especial à bossa-nova. O concerto está dentro do projeto “Orquestrando o Brasil” e será
realizado às 20h, com ingressos a preços populares: R$ 20,00 (inteira).


“Derico Sciotti vem abrilhantar este concerto não só com sua técnica e habilidades, já reconhecidas
mundo afora, mas também com uma performance que lhe é peculiar. Esta não é a primeira vez que ele
toca conosco e, no que depender de nós, sempre estará conosco no palco”, destaca o maestro
Leonardo Cunha. A Orquestra de Câmara OPUS foi fundada pelo maestro em outubro de 2006 com o
propósito de popularizar a música orquestral e erudita e também aproximar as músicas de grande
conhecimento popular do arranjo clássico. “O convite a grandes nomes da música nacional casa
perfeitamente com esta proposta e, por experiência, tem agradado o público, que sempre esgota as
sessões”, comemora.


As orquestras de câmara são, por conceito, compostas por um número reduzido de músicos e
instrumentos que as orquestras sinfônicas e filarmônicas. As orquestras de câmara foram criadas,
tradicionalmente, para apresentações em locais menores e públicos reduzidos, mas não menos
exemplar.


A Orquestra Opus conta com o patrocinio da Tracbel, via Lei Federal de Incentivo à Cultura, do
Ministério da Cultura.


SOBRE DERICO SCIOTTI
Profissional desde os 11 anos, Derico Sciotti teve a oportunidade de estudar com mestres renomados
como João Dias Carrasqueira, Antônio Carlos Carrasqueira, entre outros. De formação erudita, obteve
grande repercussão nacional a partir de 1974, quando ganhou vários concursos nacionais e
internacionais para jovens instrumentistas. Em 1979, paralelamente à sua carreira erudita, Derico
começa a tomar conhecimento de novos estilos musicais como jazz, blues, música instrumental (fusion) e música
experimental (dodecafonismo e minimalismo). É nesse momento que abre as perspectivas
instrumentais, aprendendo linguagens novas de instrumentos como saxofone, guitarra, contrabaixo,
violão, bateria e piano.


Em 1990, Derico Sciotti é convidado a participar das gravações do programa Jô Soares Onze e Meia,
do SBT Canal 4, de São Paulo, como saxofonista e flautista do Quinteto Onze e Meia. Este trabalho
abriu ainda outras oportunidades, como tocar com músicos como George Benson, Billy Cobham, Ian
Anderson, Ray Coniff, Randy Crawford, Roberto Carlos, Gilberto Gil, Cláudio Roditi, Pepeu Gomes, Ed
Motta, Pedrinho Máttar, Paralamas do Sucesso, Kid Abelha, entre outros.

ORQUESTRA DE CÂMARA OPUS
Desde 2006, a Orquestra de Câmara Opus apresenta o projeto “Orquestrando Brasil” realizando
apresentações em mais de cem cidades de oito estados brasileiros. Em 2007, este projeto resultou na
gravação de um CD cujo repertório foi escolhido a partir das músicas de maior identificação do público
nas apresentações da orquestra.


A partir do lançamento do CD “Orquestrando Brasil”, a Orquestra de Câmara OPUS foi convidada a
apresentar-se fora do país, alcançando projeção internacional. Em 2011, a OPUS realizou quatro
concertos no Peru – Lima e Cuzco – e também na Europa, em 2012, com quatro concertos na
Alemanha – Munique, Potsdam e Berlim – e França – Paris. As apresentações levaram um pouco do
trabalho da Orquestra para outros países e culturas representando com orgulho a beleza e riqueza da
cultura brasileira.


Também em 2011, a OPUS registrou peças de compositores britânicos em seu segundo CD. Neste
álbum, a Orquestra gravou obras tradicionais do repertório camerístico escrito para orquestra de
cordas, pelos compositores E. Elgar, G. Holst e B. Britten.


Entre os artistas convidados que se apresentaram com a Orquestra OPUS estão: Guilherme Arantes,
Fafá de Belém, Milton Nascimento, Flávio Venturini, Daniela Mercury, Ana Carolina, Nando Reis,
Sandra de Sá, Derico Sciotti (Saxofonista do Programa do Jô), Ulla Benz (violino/Alemanha), Jasmin
Gottstein (flauta/Alemanha), Márcio Carneiro (Violoncelo/Suíça), Knut Andreas (maestro/Alemanha) e
Jitka Hosprová (viola/República Tcheca).

SERVIÇO
Orquestra de Câmara OPUS recebe Derico Sciotti
Classificação: Livre
Data/horário: 18 de abril (quarta-feira), às 20h
Local: Teatro I – CCBB BH - Praça da Liberdade, 450 - Funcionários – Belo Horizonte (MG) -
Capacidade: 264 lugares
Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia entrada)


Clientes Banco do Brasil pagam meia-entrada
Venda de ingressos: bilheteria do teatro / ou www.eventim.com.br
Mais informações: (31) 3431-9400 I (31) 3431-9503
Ouvidoria BB 0800 729 5678

Deficiente auditivo ou de fala 0800 729 0088
Obs: O CCBB BH não tem estacionamento.
Redes sociais CCBB:(twitter)/@ccbb_bh . (facebook)/ccbb.bh . Site: bb.com.br/cultura

ASSESSORIA DE IMPRENSA Orquestra Opus
Luz Comunicação - www.luzcomunicacao.com.br
Coordenação: Jozane Faleiro – (31) 3567-6714 | 9.9204-6367 - jozane@luzcomunicacao.com.br
Atendimento: Leticia Bessa - imprensa@luzcomunicacao.com.br - 31 997932491

Assessoria de imprensa CCBB BH: Bárbara Campos Guimarães - (31) 3431-9412 -

barbaracg@bb.com.br/ccbbbh@bb.com.br