ORQUESTRA DE CÂMARA OPUS RECEBE SANDRA DE SÁ
Sandra-3
Sandra-3

IMG_2558
IMG_2558

Sandra-3
Sandra-3

1/2

Sob a regência do maestro Leonardo Cunha, concerto reúne a música erudita com as canções mais emblemáticas da carreira da cantora. Show também conta com a participação do saxofonista Derico Sciotti.

Dia 25 de novembro, no Cine Theatro Brasil Vallourec

 

A Orquestra de Câmara OPUS dá continuidade às comemorações de seus 10 anos, recebendo dois importantes artistas da cena musical brasileira: a cantora Sandra de Sá e o saxofonista Derico Sciotti, do Programa do Jô, que se juntará  aos 22 músicos que integram a Orquestra, entre cordas, sopros e percussão. Todos sob a regência do maestro, fundador da Opus, Leonardo Cunha, que é o diretor musical e criou os arranjos orquestrais, exclusivamente, para esse encontro. No repertório estão as canções mais emblemáticas da carreira de Sandra de Sá, como Olhos Coloridos, Joga Fora, Retratos e Canções, Quem é você, Bye Bye Tristeza, Nada Mais, Dia de Domingo, Bons Momentos, entre tantas outras. O concerto, que está dentro do projeto “Orquestra Opus Convida”, em que recebe importantes nomes da MPB para dividir o palco, acontece no dia 25 de novembro, sexta-feira, às 21h, no Cine Theatro Brasil Valourec.

 

O show conta com o patrocínio da Universidade Fumec e da Tracbel.

 

A Orquestra de Câmara OPUS foi fundada pelo maestro Leonardo Cunha, em outubro de 2006, com o propósito de popularizar a música orquestral e erudita e também aproximar as músicas de grande conhecimento popular do arranjo clássico. “Essa, com certeza, será mais uma grande celebração, pois nesta data, 25 de novembro, fará exatos 10 anos e quatro dias que realizávamos nosso primeiro concerto. Além de recebermos o amigo Derico Sciotti, já parceiro de outras apresentações, teremos a honra de ter conosco, pela primeira vez, Sandra de Sá, com sua poderosa voz e canções que marcaram gerações e que atrai público de todas as idades”, lembra Leonardo Cunha.

 

As orquestras de câmara são compostas por um número reduzido de músicos e instrumentos que as orquestras sinfônicas e filarmônicas. As orquestras de câmara foram criadas, tradicionalmente, para apresentações em locais menores e públicos reduzidos. O arranjo reduzido de músicos permite maior flexibilidade e mobilidade dos músicos ao mesmo tempo em que oferece aos seus ouvintes a experiência singular da tradução de notas e partituras complexas na harmonia e enlevo que somente uma orquestra pode oferecer.

Orquestra de Câmara OPUS

Desde 2006, a orquestra de Câmara Opus apresenta o projeto “Orquestrando Brasil” realizando apresentações em mais de 100 cidades de oito  estados brasileiros. Em 2007, este projeto resultou na gravação de um CD cujo repertório foi escolhido a partir das músicas de maior identificação do público nas apresentações da orquestra.

A partir do lançamento do CD “Orquestrando Brasil”, a Orquestra de Câmara OPUS foi convidada a apresentar-se fora do país, alcançando projeção internacional. Em 2011, a OPUS realizou quatro concertos no Peru – Lima e Cuzco – e também na Europa em 2012, com quatro concertos na Alemanha – Munique, Potsdam e Berlim – e França – Paris. As apresentações levaram um pouco do trabalho da Orquestra para outros países e culturas, representando com orgulho a beleza e riqueza da cultura brasileira.

Também em 2011, a OPUS registrou peças de compositores britânicos em seu segundo CD. Neste álbum, a Orquestra gravou obras tradicionais do repertório camerístico escrito para orquestra de cordas, pelos compositores E. Elgar, G. Holst e B. Britten.

Dentre os artistas convidados que se apresentaram com a Orquestra OPUS estão: Guilherme Arantes, Fafá de Belém, Milton Nascimento, Flávio Venturini, Daniela Mercury, Ana Carolina, Nando Reis, Derico Sciotti (Saxofonista do Programa do Jô), Ulla Benz (violino/Alemanha), Jasmin Gottstein (flauta/Alemanha), Márcio Carneiro (Violoncelo/Suíça), Knut Andreas (maestro/Alemanha) e Jitka Hosprová (viola/República Tcheca).

 

 

SERVIÇO

Orquestra de Câmara OPUS recebe Sandra de Sá e Derico Sciotti

Classificação: Livre

Data/horário: 25 de novembro de 2016, sexta-feira, 21h

Local: Cine Theatro Brasil Valourec - Avenida Amazonas, 315, Centro, Belo Horizonte

Ingressos: R$ 60,00 (inteira) -R$ 30,00 (meia)

Venda: www.compreingressos.com   e bilheteria do teatro

Meia entrada válida para: maiores de 60 anos. E para estudantes devidamente identificados, válida até 40% dos ingressos vendáveis do teatro (conforme DECRETO no 8.537, de 05 de outubro de 2015).

 

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA

Luz Comunicação - www.luzcomunicacao.com.br

Jozane Faleiro - (31) 3567-6714 | 9.9402-6367 |

jozane@luzcomunicacao.com.br

Atendimento – Letícia Bessa - (31) 997932491

assessoria@jozanefaleiro.com