TEATRO EM MOVIMENTO RECEBE “CARAVANA TONTERIA”, ESPETÁCULO QUE MARCA OS 25 ANOS DE CARREIRA DE LETÍCIA SABATELLA
Por trás das formas, de Gilson Rodrigues

O Teatro em Movimento, em uma Co-realização do Sesiminas, apresenta o espetáculo performático “Caravana Tonteria”, com Letícia Sabatella comemorando seus 25 anos de carreira, neste que é seu primeiro projeto autoral.  Idealizado ao lado do marido, o multi-instrumentista Fernando Alves Pinto (serrote, trompete, voz e violão), a montagem é dirigida por Arrigo Barnabé e traz no elenco, ao lado do casal de atores, os músicos: Paulo Braga (piano), e Zéli Silva (contra-baixo). No repertório, oito composições de Letícia e canções de grandes referências da música universal, como Chico Buarque, Colle Porter, Kurt Weill, Duke Ellington e Carlos Gardel. “Aprendi a fazer tudo cantando. Compor é saber ouvir a música que existe em todo lugar e trabalhar em cima dos detalhes. Música é remédio para mim”, revela Sabatella. “Caravana Tonteria” possibilita uma grande reflexão sobre as artes cênicas em diálogo com outras linguagens artísticas, através de performances e interpretações teatrais. “A peça é uma mescla de gêneros, unindo o trágico, o cômico, o romance, em uma pegada moderna. A irreverência e sintonia do casal Letícia e Fernando na vida real, é trazida para o palco, intensificando a sutileza e beleza do espetáculo”, diz Tatyana Rubim, idealizadora e curadora do Teatro em Movimento.

 

A montagem, que já passou por Nova York, além de outras capitais brasileiras, retorna a Belo Horizonte, com duas apresentações no Teatro Sesiminas, dias 1 e 2 de abril, sábado às 20h e domingo, às 18h.

 

 

 

O Teatro em Movimento tem o patrocínio do Instituto Unimed-BH e Itaú, via Lei Federal de Incentivo à Cultura.

 

Caravana Tonteria

O nome é emprestado do tango "Tonteria". "É a minha única composição do gênero", explica Letícia. O show de música, que apresenta ao público um lado da atriz que muito não conhecem, é ambientado simbolicamente em um cabaré itinerante, com estilos heterogêneos, e dialoga com a cena garantindo um caráter poético e performático à apresentação.

O quarteto surgiu a partir de um convite feito à Letícia para participar da Virada Cultural em São Paulo. “Eu já tinha grande afinidade com o Paulo e o Zéli, na época estava fazendo com o Fernando a peça “Trágica 3”, onde assinamos a trilha sonora que concorreu ao Shell, quando de repente surgiu a oportunidade de participar da Virada Cultural. Foi o start que faltava pra gente se juntar e levantar o show”, conta Sabatella, que sempre trabalhou o lado musical em sua formação de atriz.

São 25 anos de carreira, 33 trabalhos na TV, 18 no cinema, além de muitos prêmios e indicações como melhor atriz. Letícia Sabatella, desde criança, tem muita afinidade com a música e com a dança. Além de ouvir sempre a mãe e a avó cantar, seu avô foi um dos responsáveis pela construção do Teatro Guaíra. Letícia cantou no coral Sinfônico do Paraná, teve a banda "Tuba Intimista" e também participou de um Coro Cênico, " O Abominável Sebastião das Neves”, de óperas do Guaíra. “Assistia tudo o que podia no Guaíra. Participei de alguns shows de amigos, mas eu sempre quis guardar a música pra um trabalho mais autoral”, conta a atriz que pretende ao lado do quarteto uma nova parceria, com texto de Aimar Labaki, sobre Piaff e Brecht.

Repertório

1) PARAPOUPI – LETÍCIA SABATELLA /  2) CABIA-ME- LETÍCIA SABATELLA / 3) JAZZIN3- LETÍCIA SABATELLA /  4) TONTERIA- LETÍCIA SABATELLA / 5) WHAT A WONDERFUL WORLD- GEORGE DAVID WEISSI/ BOB THIELE / 6) YOU’BE SO NICE TO COME HOME TO- COLE PORTER / 7) EU SEI QUE SOU TEU MAL- LETÍCIA SABATELLA / 8) SILENT KIDNESSE- LETÍCIA SABATELLA / 9) OS OLHOS DA MARIPOSA- LETÍCIA SABATELLA / 10) GENI E O ZEPELLIN- CHICO BUARQUE / 11) NANAS’S LIED- KURT WEILL/ BERTOLD BRECHT / 12) ARRUMAÇÃO- ELOMAR / 13) ALMA AUSENTE-  GARCIA LORCA / 14) DUERME-TE NINO- DE FALLA / 15) PARTIDAS – LETÍCIA SABATELLA

 

Ficha Técnica
Elenco: Letícia Sabatella; Fernando Alves Pinto; Paulo Braga e Zéli Silva / Direção Artística: Arrigo Barnabé / Figurino: Chrystyan Kishida / Desenho de luz: Wagner Pinto / Roadie: Surabhi/ Direção de arte: Gustavo Guimarães / Produção: Bianca de Felippes e Rosí Fer / Realização: Gávea Filmes e Criola Filmes / Realização em Belo Horizonte: Teatro em Movimento / Co-realização em Belo Horizonte: Sesi / Produção Local: Rubim Produções
 

Serviço

Caravana Tonteria, com Letícia Sabatella

Duração: 90 min / Classificação: Livre

Data/Horário: 1 e 2 de abril, sábado, às 20h e domingo, às 18h

Local: Teatro SESIMINAS - Rua Padre Marinho, 60, Santa Efigênia

 

Ingressos:

Valor: R$50,00 - inteira e R$ 25,00 meia

Meia entrada válida para maiores de 60 anos e para estudantes devidamente identificados (conforme MP 2208/2001) 

 

Vendas: bilheteria do teatro e https://www.tudus.com.br/

Informações: Telefone:(31)  32417181 – sites: www.teatroemmovimento.art.br /

www.teatrosesiminas.com.br

 

Informações para a imprensa:

AB Comunicação - Jozane Faleiro - jozane@ab.inf.br

31 992046367 - 31 35676714

 

SOBRE O TEATRO EM MOVIMENTO

 

O projeto Teatro em Movimento, coordenado pela Rubim Produções, de Tatyana Rubim, completa 16 anos, em 2017, com o objetivo de descentralizar o acesso às grandes montagens do eixo Rio-São Paulo, promovendo a circulação dos mesmos para Belo Horizonte que tornou-se, ao longo do tempo, praça relevante para a apresentação de importantes repertórios. Além disso o projeto também atua em outros Estados e o outras cidades. Desde então, contabiliza 178 montagens, que somam mais de 526 apresentações, envolvendo cerca de 552 artistas, em 14 cidades, 27 teatros e público superior a 394.214 mil pessoas.

 

Inicialmente, atuando em Minas Gerais e seu entorno, o projeto trouxe à capital mineira e algumas cidades do interior, espetáculos com peso nacional, tendo no elenco atores como Bibi Ferreira, Lázaro Ramos, Tais Araújo, Selton Mello, Renata Sorrah, Thiago Lacerda, Grace Passô, Débora Falabela, Yara de Novais, Mateus Solano, Glória Menezes, Antônio Fagundes, Nicete Bruno, Paulo Goulart, Marco Nanini, Luana Piovani, Lilia Cabral, Rodrigo Lombardi, Cláudia Raia, Marisa Orth, Paulo Gustavo, Julia Lemmertz e muitos outros.  Dentre os espetáculos que o projeto deslocou para a capital mineira estão “Hamlet”, “Incêndios”, “Esta Criança”, “Gonzagão – a Lenda”, “Bibi Ferreira – Histórias e Canções”, “Quem Tem Medo de Virgínia Woolf”, “O Grande Circo Místico”, “New York, New York”, “Bem-vindo, Estranho”, “Milton Nascimento – Nada Será Como Antes”, “Cassia Eller – o Musical”, “Azul Resplendor”, “Poema Bar” e muitos outros.

 

O projeto também já atuou em outras cidade brasileiras, como São Luiz (MA), Vitória (ES) e Aracajú (SE), Corumbá(MS), São Paulo (SP), Mangaratiba (RJ), Canaã dos Carajás.(PA)  Em Minas Gerais, além de Belo Horizonte, o projeto atua ou já atuou em Imperatriz, Açailandia, Parauapebas, Mangaratipa, Itabirito, Mariana, Ourilandia, Ouro Preto, Araxá, Tiradentes, Betim, Contagem, Ipatinga, Nova lima e Juiz de fora. Os resultados do projeto vão além da inclusão das cidades na circulação das montagens. A iniciativa possibilita a formação de um espectador mais crítico e de um público mais preparado e habituado a lotar as salas dos teatros. A ideia é consolidar o hábito de ir ao teatro e fomentar a cultura das artes cênicas, por isso os espetáculos acontecem ao longo do ano e não concentrados em um curto período como nos festivais. O teatro, sendo um agente de transformação social, é capaz de atuar como um difusor de ideias e de cultura podendo ser usado como um instrumento de comunicação. Para ratificar a potencialidade de transformação social e cultural do teatro e colocar em prática os objetivos do projeto, o Teatro em Movimento ainda promove, sempre que possível, oficinas gratuitas, palestras e workshops para profissionais da área e interessados. Dessa forma, cria-se uma rede de circulação de informação fortalecendo a possibilidade de sustentabilidade do setor cultural.