EVENTO CELEBRA O CLUBE DA ESQUINA
Trio Clock

Trio Clock

Foto: Debora Simon

Beto Guedes

Beto Guedes

Foto: Lívia Bastos

Claudio Venturini e Telo Borges

Claudio Venturini e Telo Borges

Lô Borges

Lô Borges

Foto: Pedro David

Márcio Borges

Márcio Borges

Foto: Cláudia Brandão

Milton Nascimento

Milton Nascimento

Foto: Marcos Hermes

 

 

Um dos mais importantes movimentos musicais brasileiros é homenageado em série de eventos que reunirão seus ícones durante a “Semana Clube da Esquina”. Programação acontece de 30/11 a 03/12, em diversos espaços da cidade.  Dentre outras atrações,  ocorrem o lançamento do Song Book e show de Milton Nascimento, apresentações de Lô Borges, Beto Guedes, Telo Borges, Cláudio Venturini e Flávio

Venturini, e inauguração do Bar do Museu Clube da Esquina

 

 

Belo Horizonte terá uma semana dedicada a um dos movimentos musicais mais emblemáticos do país e que teve como coração a capital mineira: o Clube da Esquina. Os grandes ícones deste movimento,  que se tornaram referências para a música popular brasileira, estarão reunidos novamente durante a “Semana Clube da Esquina”, de 30/11 a 03/12, segunda a quinta-feira. Lô Borges, Beto Guedes, Telo Borges, Cláudio Venturini, Flávio Venturini se encontrarão para apresentações especiais. Além dos shows, a programação conta com um bate-papo com Márcio Borges sobre as histórias do Clube e encerra-se em grande estilo com show de Milton Nascimento e lançamento do Song book Milton Nascimento, da Neutra Editora. As atividades acontecerão no CCBB BH, no Teatro Francisco Nunes e no Cine Theatro Brasil Vallourec. Uma novidade da semana é a inauguração do Bar do Museu Clube da Esquina, que traz uma proposta diferenciada para a noite belo-horizontina, com pratos típicamente mineiros, drinques temáticos e a boa música das montanhas.  Além de ponto de encontro de artistas e público, o bar funcionará durante a semana como mais uma opção após os shows oficiais, trazendo a cada dia, sempre a partir das 22h, uma atração musical com integrantes do clube e músicos convidados.

 

Esse lendário movimento,  que marcou a cena cultural mineira nos anos 60, rendeu boas histórias dos jovens músicos que se reuniam numa esquina do bairro Santa Tereza. O país vivia um período de repressão política, ao mesmo tempo que em que os integrantes do Clube da Esquina produziam um som que fundia as inovações trazidas pela Bossa Nova a elementos do jazz, do rock’n’roll – principalmente The Beatles –, de música folclórica dos negros mineiros e alguns recursos de música erudita e música hispânica.

 

A Semana Clube da Esquina é realizada com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura da Prefeitura de Belo Horizonte. Fundação Municipal de Cultura. Patrocínio: UNIBH. Realização: Armazém Cultural e Ultra Music.

 

 

Programação “Semana Clube da Esquina”

www.semanaclubedaesquina.com.br

 

 

 

30/11 - segunda-feira, 10h, no CCBB BH - Praça da Liberdade - entrada gratuita mediante retirada de ingresso que será distribuído 1 hora antes do evento, na bilheteria do CCBB BH.

Para rememorar esse período, a “Semana Clube da Esquina” será inaugurada com uma conversa sobre as histórias do "Clube da Esquina", com Márcio Borges, um dos pilares e principais letristas do movimento. Márcio é autor da letra de “Clube da Esquina”, sua primeira parceria com o irmão Lô Borges. Posteriormente, essa canção daria nome aos dois discos e ao movimento. Em 1996, escreveu o livro “Os Sonhos Não Envelhecem – Histórias do Clube da Esquina”.

 

30/11 - segunda-feira, 20h, Teatro I, do CCBB BH - Praça da Liberdade - entrada gratuita

O TriO' ClocK (Clube da Esquina instrumental),  de Juiz de Fora abre a noite. Em seguida, Cláudio Venturini & Telo Borges convidam Flávio Venturini para apresentação, na qual fazem um delicioso passeio pelos principais sucessos do Clube da Esquina e da Banda 14 Bis. Canções como Todo Azul do Mar, Voa Bicho, Vento de Maio, Linda Juventude, Tristesse, Mesmo de Brincadeira estarão no repertório.

 

 

01/12 – terça-feira, 21h - Bar do Museu Clube da Esquina (Rua Paraisópolis, 738 - Santa Tereza) – Informações e reservas pelo telefone: (31) 2512-5050 - Aberto ao público: 19h a 1h. Entrada: R$ 100,00

O evento marca a abertura oficial do Bar Clube da Esquina com apresentação do novo espaço por Márcio Borges, seguida de apresentação musical de Wilson Lopes e Beto Lopes que convidam Márcio Borges, Rodrigo Borges e Tavinho Moura.

 

02/12 - quarta-feira - Shows Lô Borges / e Beto Guedes, às 21h, no Teatro Francisco Nunes - Parque Municipal - Av. Afonso Pena, s/n - Centro) - Ingressos: R$ 50 (inteira) / R$ 25 (meia) - Vendas: ver serviço

Lô Borges e Beto Guedes se apresentam em shows distintos, no qual relembram seus grandes sucessos. No repertório de Lô estão Clube da Esquina nº 2, O Trem Azul, Paisagem da Janela, Nuvem Cigana, Feira Moderna, Tudo que Você Podia Ser, Equatorial, Para Lennon e McCartney, Um Girassol da Cor do seu Cabelo. Beto Guedes traz no repertório os clássicos de sua autoria como “Sol de Primavera”, “Amor de Indio”, “O Sal da Terra”, Feira Moderna”, “Vevecos Panelas e Canelas”, sem faltar a eletrizante “Maria Solidária”.

 

02/12 - quarta-feira - Bar do Museu Clube da Esquina, às 22h - Entrada: R$ 30,00*

Espaço realiza a noite “Sonhos Não Envelhecem”, com shows de Márcio Borges, Murilo Antunes e convidados. Aberto ao público: 19h a 1h. Informações e reservas pelo telefone: (31) 2512-5050 *Desconto de R$10 para quem apresentar o ingresso do Show do Lô Borges e Beto Borges, no Teatro Francisco Nunes.

 

03/12 – quinta-feira, 22h, Bar do Museu Clube da Esquina - R$30,00

Espaço promove a noite “Sou do Mundo, Sou Minas Gerais” com o show do cantor, compositor e violonista, Pablo Castro cantando canções do Clube da Esquina. Aberto ao público: 19h a 1h. Informações e reservas pelo telefone: (31) 2512-5050. *Desconto de R$10 para quem apresentar o ingresso do Show do Milton Nascimento, no Cine Theatro Brasil Vallourec

 

03/12 – quinta-feira - 21h - Lançamento do Song book e Show "Milton Nascimento - Tarde” - Cine Theatro Brasil Vallourec (Praça Sete – Rua dos Carijós, 258 – Centro) - Ingressos: R$ 50 (inteira) / R$ 25 (meia) - Vendas: www.compreingressos.com/semanaclubedaesquina e bilheteria o teatro

 

O show "Milton Nascimento - Tarde", que teve sua estreia no dia 16 de janeiro de 2015, no Teatro Safra, em São Paulo, não é somente uma reinvenção de Milton, mas sim um salto ainda mais profundo sobre sua tão celebrada obra. Concebido a partir dos violões sete cordas do impactante duo mineiro formado pelos irmãos Wilson e Beto Lopes e pelo contrabaixo de Alexandre Ito, "Tarde" mostra releituras para clássicos de Milton de uma forma que sua voz ganhou ainda mais beleza e sofisticação diante da simplicidade direta dos arranjos, porém não menos complexos. Outro ponto de suprema beleza deste novo concerto é a viola caipira usada com maestria por Wilson Lopes em clássicos como "O Cio da Terra", "São Vicente" e "Ponta de Areia".

 

Além de ter comemorado 50 anos de carreira em 2012, Milton também celebrou uma série de datas importantes nos últimos tempos, como os 45 anos da música que o consagrou, Travessia, e os 40 anos do disco Clube da Esquina. "Todas essas datas serão lembradas de alguma forma neste concerto. Para isso, foi de extrema importância a presença de Wilson Lopes, responsável pelos arranjos e pela direção musical do show", revela Milton.

 

O nome que batizou este novo show, foi uma sugestão do jornalista Marcus Preto, inspirada numa gravação que ouviu de “Tarde” com Milton acompanhado apenas pelo violão de Wilson Lopes que, aliás, é diretor musical na banda que o acompanha desde o disco "Angelus", gravado em 1993. Já Beto Lopes (violão sete cordas) é um dos  músicos mais respeitados do Brasil, tendo tocado com Andy Summers, Hermeto Pascoal, Toninho Horta, Tavinho Moura e Lô Borges. A dupla de sete cordas e o baixo de Alexandre Ito, sob a liderança de Milton, conduz o público pelos grandes sucessos de sua obra, um dos repertórios mais ricos da música popular brasileira. Mas “Milton Nascimento – Tarde" segue também por outros caminhos.

 

No show,  entram na lista as canções que representam um outro lado do espírito multifacetado do artista, como “Dois Irmãos” e “Sobre Todas as Coisas” (Chico Buarque) e "Sueño con Serpientes" - clássico inesquecível escrito pelo cubano Sylvio Rodrigues presente no disco "Sentinela", passando pela faixa título "Tarde” e “Idolatrada” (Milton e Márcio Borges), além de "Baião da Penha", numa performance surpreendente de Milton para a canção de Luiz Gonzaga.  E mesmo tendo declarado em centenas de entrevistas o enorme carinho por todas as gravações e projetos na carreira, Milton fez uma declaração reveladora sobre o mais novo show. "Conforme íamos preparando tudo, fui adquirindo uma certeza muito forte e, podem acreditar, não tenho nenhuma dúvida de que "Tarde" tem sido uma das turnês mais prazerosas da minha vida" - definiu ele.

 

Lançamento Song book Milton Nascimento (Neutra Editora - Realização Ultra Music) -  R$ 65,00 - lançamento e venda paralelo ao show de Milton Nascimento

 

Texto de Barral Lima, coordenador do livro, para a orelha do song book:

 

Quando lançamos  Lô Borges na estreia da nossa série de song books, algo me levou a crer que um dia poderíamos ter todos os compositores do Clube da Esquina, numa coleção histórica para a nossa música. Para nossa sorte, logo em seguida, em 2013, conseguimos realizar a produção do Beto Guedes e, neste ano de 2015, lançamos o Flávio Venturini. Assim mesmo, ter Milton Nascimento, que nunca lançou um song book em todo o mundo, apesar da sua riquíssima obra e de sua importância para a musica mundial, seria não só a realização de um projeto, mas também a de um grande sonho. E agora esse sonho é realidade.

 

Milton vem para enriquecer essa série e levá-la ainda mais longe no universo musical. Além de um resumo de sua obra, estão também neste livro, textos de seus parceiros e

 

amigos, onde sua história vai sendo contada informal e poeticamente, em palavras que resumem sua trajetória, sempre ilustrada com fotos emocionantes e históricas. E, assim foi construído todo esse “livro de música” que pode ser um livro de história, ou um livro biográfico, de poesias, de sentimentos, um livro de Milton Nascimento, que sempre por onde passa deixa a sua marca forte. Sua música, que não se resume em apenas acordes, letras e melodias. É totalmente alma.

 

 

ATRAÇÕES DA “SEMANA CLUBE DA ESQUINA”

 

Márcio Borges

Fundador do movimento artístico conhecido como Clube da Esquina, tem músicas gravadas por Milton Nascimento, Lô Borges, Beto Guedes, Tavinho Moura, 14 BIS, Nana Caymmi, Simone, Elis Regina, Zimbo Trio, Wayne Shorter, Stanley Turrentine, Jon Anderson, Sérgio Mendes, Cristianne Legrand, dentre centenas de gravações por artistas de várias regiões do mundo. É autor de sucessos como Clube da Esquina, Para Lennon e McCartney, Linda Juventude, Planeta Sonho, Vera Cruz, Tarde, Trem de Doido, Equatorial, Tudo Que Você Podia Ser, Cruzada e Quem Sabe Isso Quer Dizer Amor.  Márcio Borges foi diretor artístico de vários shows de Milton Nascimento e Lô Borges, entre os anos 60 e 80. Também se dedica à literatura sendo o autor dos livros Os Sonhos Não Envelhecem - Histórias do Clube da Esquina, publicado em 1996, na quinta edição; Os Sete Falcões, na segunda edição, publicado em 2000; tradutor do livro de Paul McCartney- Blackbird Singing; autor do  livro de poemas 10 Encantos e 50 Canções Sem Música, projeto em curso. Atualmente é diretor da Associação dos Amigos do Museu Clube da Esquina, fundada em Março de 2004, entidade que tem como missão divulgar e preservar a música, a história e a cultura mineira tendo como foco seu movimento mais representativo na área musical: o Clube da Esquina.

 

TriO' ClocK

O Trio’ Clock surgiu em  2013, formado por Alexandre Scio ( Guitarra ) , Pedro Crivellari (Bateria) e Messias Lott (contrabaixo). É um grupo de música instrumental progressiva, radicado em Juiz de Fora, Minas Gerais. Tem por objetivo tocar música de qualidade e proporcionar ao público acesso à música instrumental. No repertório músicas  autorais, mineiras, temas de jazz e clássicos do rock. A sonoridade do grupo  funde o jazz ao rock, e a essas concepções o trio acrescenta “pitadas”  da cultura popular brasileira, com “pegada” rock ou a complexidade do jazz. É o “fusion” revestido de brasilidade e principalmente “mineiridade”.

 

Flávio Venturini

Cresceu ouvindo sua mãe cantar músicas populares e convivendo com os músicos que se hospedavam na pensão da família. Quando criança, ganhou um rádio portátil que ouvia o tempo todo. Sua primeira paixão musical foi os Beatles e seu sonho era ser jogador de futebol, mas, com o amigo Kimura, que tocava gaita, passou a tocar no piano da sua escola. Seu primeiro instrumento foi o acordeom, mas ao tocar o piano que ficava no restaurante de seu pai, Flávio decidiu que esse seria seu instrumento musical. A veia de compositor aflora quando começa a comprar revistas com as músicas cifradas dos Beatles e passa a compor melodias para elas. Estuda piano na Fundação de Educação Artística, onde conhece Toninho Horta e participa de festivais. Faz o curso de formação de oficiais do exército onde conhece o Vermelho e acabam fazendo a primeira música juntos, chamada “Espaço Branco”, com a qual ganham o primeiro lugar no Festival de Música Estudantil. Nesse festival, conhece Beto Guedes, Lô Borges, Toninho Horta e Sirlan. É na garagem da casa de seus pais que é concebida a idéia de fazer os shows “Fio da Navalha”, que reuniu os artistas do Clube da Esquina. Em 1974, Flávio é convidado a gravar com Sá e Guarabyra, acaba integrando o grupo O Terço e muda-se para o Rio de Janeiro. Grava com Beto Guedes o álbum “A Página do Relâmpago Elétrico”. Em 1979, é lançado o álbum “Clube da Esquina 2”, no qual grava com Milton Nascimento sua música “Nascente”, que vira sucesso de público e crítica. Logo depois, forma com Hely, Magrão, Vermelho e seu irmão Cláudio Venturini o grupo 14 Bis, gravando oito álbuns. Em 1989, segue a carreira solo. Em 1994, ganha seu primeiro disco de ouro com o álbum “Noites com Sol”. Em 2005, reedita o grupo o Terço

 

Cláudio Venturini

Guitarrista, vocalista e compositor é o irmão mais novo de Flávio Venturini. Iniciou a carreira participando do disco A Via Láctea, do amigo Lô Borges, em 1978. Um ano mais tarde foi cofundador do grupo 14 Bis, ao lado do irmão Flávio. Em 1987, quando Flávio deixou o grupo, Cláudio assumiu os vocais principais da banda, em que permanece até hoje. Compôs alguns dos grandes sucessos da banda, dentre eles: Mesmo de Brincadeira (com Vermelho e Mariozinho Rocha), Xadrês Chinês (com Vermelho e Chacal), Sonhando o Futuro (com Lô Borges), que foi regravada por Beto Guedes, e Canções de Guerra (com Sérgio Vasconcellos e Chico Amaral).

 

Lô Borges

Membro do movimento Clube da Esquina, Lô Borges é compositor de vários hits como “Paisagem da Janela”, "Um Girassol Da Cor Do Seu Cabelo", “Clube da Esquina”, “Para Lennon e McCartney” e "O Trem Azul", gravados por Tom Jobim, Milton Nascimento, Elis Regina, Nana Caymmi e vários outros artistas importantes. Aos 19 anos, Lô foi convidado por Milton para gravar Clube da Esquina, dividindo as composições do álbum inteiro. Um ano depois, em 1973, ele lançou seu primeiro disco solo, Lô Borges, seguidos por  A Via Láctea (1979) e Os Borges (1980). Lançou também Nuvem Cigana (1982), Sonho Real (1984), Solo (1987), Meu Filme (1996), Feira Moderna (2000), Um Dia e Meio (2003), BHANDA (2006), Intimidade (2008), Harmonia (2009), Horizonte Vertical (2011) e Lô Borges 2003-2013 (2014). Fora do Brasil, Lô Borges teve seu trabalho de compositor reconhecido na Europa, tendo suas canções gravadas por intérpretes como a espanhola Ana Belen, a portuguesa Eugênia Melo e Castro, entre outros. Nos Estados Unidos, onde já se apresentou várias vezes, Lô é considerado um dos principais compositores brasileiros e suas músicas foram incluídas em coletâneas como "Brasil Classics I - Beleza Tropical", elaborada por David Byrne (Talking Heads). A partir dos anos 2000, Lô compôs e fez mais de 40 apresentações com Samuel Rosa, além de outras músicas em parceria com Tom Zé, Nando Reis, Arnaldo Antunes, demonstrando grande capacidade de transitar por gerações e estéticas diferentes do Clube.

 

 

Telo Borges

Marcelo Wilson Fragoso Borges, o Telo Borges, é cantor, compositor e multi-instrumentista. É o penúltimo filho da conhecida família Borges, irmão de Lô e Márcio Borges. Possui quatro CDs e compôs músicas gravadas por grandes nomes da MPB, como Elis Regina, Milton Nascimento,14 BIS, dentre outros. Como tecladista e violonista, acompanhou Beto Guedes, Flávio Venturini e Milton Nascimento. Ganhou o Grammy Latino de melhor canção brasileira, em 2013, com “Tristesse” (música de Telo e letra de Milton). A música “Voa Bicho”, a primeira composta por Telo, foi gravada anos mais tarde por Milton, e fez parte da trilha sonora da novela “Chocolate com Pimenta”, da Rede Globo.

 

Beto Guedes

Filho de baianos de Riacho de Santana, Beto Guedes é o caçula de oito filhos de Júlia de Castro Guedes e Godofredo Guedes, músico e compositor e a primeira influência musical de Beto Guedes. Aos oito, Beto Guedes já tocava pandeiro – seu primeiro instrumento – em um conjunto regional que o pai formara com parentes e amigos. Aos nove, mudou-se para Belo Horizonte. Nessa época, conheceu o amigo e parceiro musical Lô Borges. No auge da beatlemania, em 1964, Beto e os amigos Márcio Aquino, Lô e Yé Borges montaram o The Beavers grupo de versões de Beatles. A vida de Beto começou a mudar em 1969: sua música “Equatorial” (parceria com Lô e Márcio Borges) ganhou o quinto lugar no 1o. Festival Estudantil da Canção de Belo Horizonte. Em 1972, mudou-se para o Rio de Janeiro com Lô e Milton Nascimento e participou da gravação do disco Clube da Esquina, no qual tocou baixo, guitarra, percussão e cantou. Depois de tocar com o grupo 14 Bis e gravar participações em discos de Milton, em 1977, Beto lançou seu primeiro álbum solo “A Página do Relâmpago Elétrico”, sucesso de público e crítica. Até 1986 lançaria mais oito discos. Na década de 90, faz apenas dois lançamentos e passa a se dedicar à mecânica e marcenaria, outro talento herdado do pai. Em 2001, lançou em DVD o grande show comemorativo de seus 50 anos realizado em Belo Horizonte, com Milton Nascimento, Jota Quest e Toni Garrido. Após seis anos de hiato, em 2004, Beto lançou seu novo disco com inéditas, “Em Algum Lugar”.

 

Pablo Castro

Compositor, cantor e violonista. Integrou a banda Delirium Tremmens, com quem venceu o concurso de bandas demo do Jornal Do Brasil (1993). Integrou as bandas Silver Beatles, Sgt Pepper´s Band e Free as a Beatle, bandas especializadas na obra dos Beatles, com quem viajou aos EUA (1999) e Inglaterra ( 2001). Lançou o disco-manifesto A Outra Cidade (2003), ao lado de Kristoff Silva e Makely Ka. Representou o Estado de Minas Gerais no evento musical em Torino, ao lado de renomados artistas mineiros ( 2008). Lançou o disco Anterior (2013). Atuou como compositor , guitarrista e arranjador do disco Álbum Desconhecido , de Juliana Perdigão (2011). Escreveu os textos de apresentação dos songbooks de Lô Borges e Beto Guedes (2013). Grava agora o segundo disco solo, Gatilho (2014/2015)

 

 

SERVIÇO

Semana Clube da Esquina

 

30/11 – Segunda-feira - gratuito

Local: Teatro I, do CCBB Belo Horizonte (Praça da Liberdade, 450 - Funcionários)

10h - Bate-papo com Márcio Borges - Histórias do Clube da Esquina

20h – Shows:

- TriO' ClocK (Clube da Esquina instrumental)

- Cláudio Venturini & Telo Borges convidam Flávio Venturini

 

01/12 – Terça-feira, 21h

Inauguração do Bar do Museu Clube da Esquina

Local: Bar do Museu Clube da Esquina (Rua Paraisópolis, 738 - Santa Tereza)

Apresentação do espaço por Márcio Borges, seguido de show de Wilson Lopes e Beto Lopes que convidam Márcio Borges, Rodrigo Borges e Tavinho Moura.

Entrada: R$100,00

Informações e reservas pelo telefone: (31) 2512-5050.

Aberto ao público: 19h a 1h.

 

02/12 - quarta-feira

Bar do Museu Clube da Esquina, às 22h - Entrada: R$ 30,00

Espaço realiza a noite “Sonhos não envelhecem”, com shows de Márcio Borges, Murilo Antunes e convidados. Aberto ao público: 19h a 1h. Informações e reservas pelo telefone: (31) 2512-5050. *Desconto de R$10 para quem apresentar o ingresso do Show do Lô Borges e Beto Borges, no Teatro Francisco Nunes.

 

 

02/12 – Quarta-feira, 21h

Shows:

- Lô Borges

- Beto Guedes

Local: Teatro Francisco Nunes (Parque Municipal - Av. Afonso Pena, s/n - Centro)

Ingressos: R$ 50 (inteira) / R$ 25 (meia)

Pontos de venda:

Haja visto que a bilheteria do Teatro Francisco Nunes não opera diariamente, os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do Cine Theatro Brasil Vallourec (Av. Amazonas, 315 - Centro) e no www.compreingressos.com/semanaclubedaesquina.

 

03/12 – quinta-feira, 21h

Lançamento do Song Book e show de Milton Nascimento

Local: Cine Theatro Brasil Vallourec (Praça Sete – Rua dos Carijós, 258 – Centro)

Ingressos: R$ 50 (inteira) / R$ 25 (meia)

Pontos de venda:

Ingressos à venda na bilheteria do Cine Theatro Brasil Vallourec (Av. Amazonas, 315 - Centro) e no www.compreingressos.com/semanaclubedaesquina.

 

Venda do Song Book Milton Nascimento paralelo ao show. Valor: R$ 65,00

 

03/12 – quinta-feira, 22h

Bar do Museu Clube da Esquina - R$30,00

Espaço promove o show de Pábulo Castro cantando Clube da Esquina.

Aberto ao público: 19h a 1h. Informações e reservas pelo telefone: (31) 2512-5050 *Desconto de R$10 para quem apresentar o ingresso do Show do Milton Nascimento, no Cine Theatro Brasil Vallourec

 

 

 

INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA  - Luz Comunicação

www.luzcomunicacao.com.br

Coordenação - Jozane Faleiro - jozane@luzcomunicacao.com.br -

(31) 3567-6714 - 99204-6367

Atendimento: Wandra Araujo – imprensa@jozanefaleiro.com

(31) 99964-5007